20 novembro 2021 2:49 am
23.3 C
Rio Branco
20 novembro 2021 2:49 am

Bombeiro que atirou em jovem que teria divulgado nude de filha se apresenta

Com informações do Google Noticias
-------- Continua depois da Publicidade--------

Militar de 42 anos afirmou aos investigadores que teria ficado nervoso e que a vítima teria esboçado uma reação; ele responde em liberdade em Montes Claros.

O subtenente do Corpo de Bombeiros suspeito de ter  atirado contra um jovem, de 21, em um bar , em Montes Claros, se apresentou à delegacia da Polícia Civil da cidade do Norte mineiro, na tarde desta quinta-feira (28/10). O militar de 42 anos estava na companhia de um advogado, foi ouvido e liberado na sequência para responder ao processo em liberdade.

O crime aconteceu na noite de quarta-feira (27/10), no Bairro São José, na área central da cidade. A vitima, que foi atingida no tórax, abdômen e em um dos braços, foi socorrida e levada para a Santa Casa de Montes Claros, onde permane internada, em estado grave, respirando com a ajuda de aparelhos, depois de passar por cirurgia.

O bombeiro estava de folga, sem farda, quando se envolveu no crime. De acordo com a Policia Militar, “testemunhas informaram que a motivação do crime seria devido a vítima ter importunado sexualmente a filha do autor”. A reportagem apurou que há a suspeita de que o militar teria atirado na vítima ao ficar enfurecido pelo fato de o rapaz ter divulgado nudes da filha do bombeiro, de 12 anos.
A Polícia Civil, no entanto, ainda não confirma a versão e investiga o motivo da tentativa de homicídio. Responsável pelo inquérito, o  delegado Bruno Rezende, da Delegacia de Homicídios de Montes Claros, afirmou ao  Estado de Minas,  na noite de hoje, que o militar admitiu ter atirado contra o rapaz.
Durante o depoimento, o bombeiro relatou que houve uma discussão entre as partes e que, na sequência, ficou nervoso e fez os disparos contra o jovem, após a vítima esboçar uma tentativa de agressão.
O bombeiro apresentou a arma usada no crime, que foi apreendida. A mulher e os dois filhos dele também foram ouvidos na delegacia.
Bruno Rezende informou que o militar apresentou uma versão para o motivo da discussão que acabou gerando a tentativa de homicídio. Mas, por enquanto, a “suposta motivação” alegada pelo suspeito é mantida em sigilo pela Policia Civil.
“Não podemos antecipar a versão somente dele (do suspeito). Por enquanto, ouvimos somente um lado. Vamos ouvir todas as versões para identificar se o que foi colocado por ele (pelo bombeiro) corresponde à realidade”, destacou Rezende, anunciando que também pretende  ouvir as testemunhas do lado da vítima, além do próprio jovem, aguardando a sua recuperação.
Questionado sobre à noticia da divulgação de nudes da adolescente de 12 anos, o delegado respondeu: “(isso) está sendo apurado. Nada a confirmar nesse momento”.

Como foi o crime

Imagens de um vídeo do sistema de segurança do bar ( veja acima ) mostram a dinâmica do crime que teve como vitima o rapaz de 21 anos, relatada em boletim de ocorrência da Polícia Militar. O vídeo circula nas redes sociais.

Conforme o registro de ocorrência da PM, o suspeito estava sentado em uma mesa com sua mulher e uma filha. Depois de pedir a conta ao garçom, ele puxou uma cadeira e sentou em outra mesa próxima, onde estava o rapaz, com o qual iniciou uma discussão.

O militar deu um soco no rosto da vitima (conforme pode ser conferido pelas imagens do vídeo), que se levantou para ir ao banheiro, sendo seguido pelo suspeito. Nesse momento, o homem sacou uma arma e efetuou cinco disparos em direção ao jovem. Logo em seguida, o suspeito deixou o local em um carro, junto com seus familiares.
No vídeo não aparece a imagem do militar atirando na vitima. Mas a filmagem mostra o momento em que as pessoas que estavam no estabelecimento, ao ouvirem os tiros, deixam as mesas e saem correndo. O Bairro São José fica situado na região central da cidade.

Bombeiros anunciam apuração rigorosa

Na manhã desta quinta-feira (28/10), o comando do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) divulgou nota, na qual informa que “está acompanhando e tomando todas as medidas legais cabíveis” em relação ao episódio ocorrido em Montes Claros, envolvendo um integrante da corporação, que, “após uma discussão em um estabelecimento comercial, disparou sua arma de fogo e atingiu um indivíduo”.
O comando dos bombeiros promete rigor na apuração do caso. “O CBMMG realizará as apurações com rigor e observância das prescrições legais”, diz a nota. O militar envolvido no caso tem 23 anos de corporação.

Nota dos bombeiros na íntegra

“O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) informa que está acompanhando e tomando todas as medidas legais cabíveis em relação ao episódio ocorrido na data de 27 de outubro, na cidade de Montes Claros, no qual um militar do CBMMG, estando de folga e à paisana, após uma discussão em um estabelecimento comercial, disparou sua arma de fogo e atingiu um indivíduo.  

 

 

-------- Continua depois da Publicidade--------

ÚLTIMAS NOTÍCIAS