7 dezembro 2021 2:11 pm
31.3 C
Rio Branco
7 dezembro 2021 2:11 pm

Bocalom pretende criar empresa municipal para assumir parte do transporte coletivo da Capital

Ac24horas
-------- Continua depois da Publicidade--------

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas), na manhã desta segunda-feira, 18, sinalizou no evento que tratava da assinatura do decreto que permite a redução da tarifa de R$ 4,00 para R$ 3,50 do transporte coletivo da capital, a criação de uma empresa municipal para assumir parte do sistema.

A ideia, segundo o gestor, se encontra em fase de elaboração e pediu aos vereadores presentes, uma reunião para tratar do assunto.

De acordo com Bocalom, a gestão tem feito convites a outras empresas para assumir o transporte coletivo, mas que as próprias afirmam que não tem condição de assumir em razão da crise causada pela Covid-19.

“Na hora do osso, ninguém quer. Só que as que estão aí, não estão dando conta. E aí nós estamos tomando uma decisão e queremos sentar com vocês vereadores, para discutir a criação de uma empresa municipal do transporte coletivo. Não tem saída. Diversos municípios brasileiros em função da Covid-19, estão pensando a mesma coisa”, afirmou o gestor.

“Não iremos assumir todo o sistema, mas só uma parte do sistema. Pelo menos, a gente não deixa a população na mão. Vocês viram o que as empresas fizeram na pandemia, se fosse da prefeitura, estaria tudo rodando”, acrescentou.

Por fim, o gestor afirmou que viajará junto com o secretário de meio ambiente, Normando Sales, para Escócia com o intuito de participar da COP-26, mas que antes, passará na Alemanha para analisar a frota do transporte coletivo elétrico do país.

“Nós estamos sonhando, inclusive com ônibus elétricos. Eu e o Orlando iremos para Escócia e iremos fazer uma ponte na Alemanha onde a frota do transporte coletivo é elétrico”, encerrou Bocalom.

-------- Continua depois da Publicidade--------
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS