4 outubro 2021 11:14 pm
24.3 C
Rio Branco
4 outubro 2021 11:14 pm

Após leilão, governo assina contrato de concessão dos aeroportos de Rio Branco e Cruzeiro do Sul

G1 Ac
- Publicidade-

Cinco meses depois do leilão que passou a administração dos aeroportos de Rio Branco e Cruzeiro do Sul para uma empresa francesa pelos próximos 30 anos, o governo federal assinou o contrato de concessão com o grupo, ainda no final de setembro.

Os documentos foram assinados em Boa Vista (RR) com a presença do presidente Jair Bolsonaro, do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, e do diretor-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Juliano Alcântara Noman.

O leilão tinha sido realizado em abril deste ano, na bolsa de valores em São Paulo, quando foram arrematados sete aeroportos da região Norte, todos pela mesma concessionária.

Ao todo, 22 aeroportos do país, divididos em três blocos, foram privatizados durante a 6ª Rodada de concessão. O leilão atraiu interessados para todos os blocos e garantiu ao governo federal uma arrecadação inicial de R$ 3,302 bilhões.

A operadora aeroportuária Vanci Airports, que atualmente opera o aeroporto de Salvador, na Bahia, arrematou o bloco de aeroportos na região Norte e vai administrar, além dos dois terminais do Acre, os de Manaus, Tefé e Tabatinga, no Amazonas, Porto Velho, em Rondônia, e ainda o de Boa Vista, em Roraima.

A Vanci Airports é uma empresa francesa e uma das maiores operadoras do setor no mundo. Administra aeroportos em países como França, Portugal, Japão e Chile. Para arrematar o bloco de sete aeroportos na região Norte, a empresa fez um lance de R$ 420 milhões no leilão. Esse valor é quase 800% maior que o mínimo exigido.

A empresa vai poder explorar os serviços nos aeroportos arrematados, mas, ao mesmo, tempo terá que fazer investimentos de quase R$ 1,5 bilhão ao longo do período de concessão para melhorar a estrutura em todos eles.

Conforme o governo federal, a concessionária deve prever o início imediato de ações que permitam melhorar os padrões operacionais, abrangendo pelo menos as seguintes atividades: melhoria das condições de utilização dos banheiros e fraldários; revitalização e atualização das sinalizações de informação dentro e fora do terminal de passageiros; disponibilização de internet wi-fi gratuita de alta velocidade em todo o terminal de passageiros; revisão e melhoria do sistema de iluminação das vias de acesso de veículos aos terminais, estacionamentos de veículos, revisão dos sistemas de climatização, escadas rolantes, esteiras rolantes, elevadores e esteiras para restituição de bagagens; correção de fissuras, infiltrações, manchas e desgastes na pintura de paredes, pisos e forros; revisão e melhoria das condições de infraestrutura em termos de acessibilidade em função das normas vigentes.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS