8 outubro 2021 5:26 pm
26.3 C
Rio Branco
8 outubro 2021 5:26 pm

A amante do segurado falecido tem direito de receber pensão por morte?

Saiba quem pode receber o benefício e qual é a ordem de prioridade dos dependentes.

Jornal Contábil
- Publicidade-

A pensão por morte é um benefício assegurado pelo INSS, para os dependentes do segurado falecido. A finalidade é substituir o salário do trabalhador e assegurar a qualidade de vida de seus dependentes.

Uma dúvida muito recorrente, acontece quando o trabalhador falecido tem uma amante. Nesses casos, o benefício também pode ser garantido para ela?

Nesse artigo, vamos explicar o que foi definido pelo Supremo Tribunal Federal.

Requisitos exigidos para solicitar a pensão por morte

Para conseguir o benefício os dependentes do segurado falecido devem cumprir alguns critérios, são eles:

  • comprovar a morte do trabalhador/segurado (certidão de óbito) ou morte presumida (desde que tenha sentença da Justiça);
  • comprovar que a pessoa falecida estava na qualidade de segurado no instante da sua morte (carteira assinada, comprovantes de pagamentos junto ao INSS ou recebimento de benefícios como a aposentadoria);
  • demonstrar a qualidade de dependente da pessoa falecida (relação familiar e, se necessária, de dependência econômica).

Dependentes que asseguram a pensão por morte

Em primeiro lugar, é preciso entender que existem algumas classes de beneficiários. Os dependentes de classes com menor grau de prioridade só receberão a pensão, quando não houver nenhum dependente nas classes de maior prioridade.

Veja a seguir como essas classes de são divididas:

Classe 1 – cônjuge, ou companheiro; filhos e equiparados (possuir menos de 21 anos, ou com invalidez comprovada por perícia)

Classe 2 – pais

Classe 3 – irmãos

Importante: Os pais e irmãos do segurado falecido precisam comprovar a dependência econômica para poderem receber o benefício.

 Período de duração do benefício para o cônjuge ou companheiro do segurado falecido

O tempo de duração da pensão por morte varia conforme o caso. Veja a tabela abaixo:

  • 3 anos de pensão para quem tiver menos de 22 anos de idade;
  • 6 anos de pensão para quem tiver entre 22 e 27 anos de idade;
  • 10 anos de pensão para quem tiver entre 28 e 30 anos de idade;
  • 15 anos de pensão para quem tiver entre 31 e 41 anos de idade;
  • 20 anos de pensão para quem tiver entre 42 e 44 anos de idade;
  • vitalícia para quem contar com 45 anos de idade ou mais.

A amante tem direito de receber pensão por morte?

A amante não tem direito a receber o benefício, mesmo que consiga cumprir as outras normas. Essa decisão partiu do STF, em dezembro de 2020.

Portanto, mesmo que a amante procure a Justiça para requerer o benefício, os tribunais precisam acatar a decisão do STF, que é a mais alta instância do poder judiciário.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social.

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática:

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS