20 outubro 2021 12:09 pm
30.3 C
Rio Branco
20 outubro 2021 12:09 pm

Soja avança 106% em apenas dois anos no Acre e Tarauacá vira celeiro agrícola

com informções do AC24Horas (SF)
- Publicidade-

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta terceira semana do mês de setembro os resultados da pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM) 2020, apresentando os principais produtos da agricultura estadual, enfatizando os detalhes a nível municipal. O levantamento trouxe algumas surpresas, como o impressionante avanço da soja em apenas dois anos e o status de Tarauacá como celeiro agrícola do Acre, contrariando o senso comum que aponta o Vale do Rio Acre como grande produtor de alimentos do Estado.

A pesquisa é uma das principais fontes de estatísticas municipais, levantando informações sobre área plantada, área destinada à colheita, área colhida, quantidade produzida, rendimento médio obtido e valor da produção das culturas temporárias e permanentes. Em 2020, o valor da produção das principais culturas do Acre atingiu R$ 432,3 milhões, um crescimento de 2,0% em relação ao ano anterior, de R$ 424,3 milhões.

Os 10 principais produtos agrícolas, em 2020, apresentaram crescimento no valor de produção, na comparação com o ano anterior, com exceção da mandioca e feijão.

Entre as culturas agrícolas que mais contribuiu para maior valor de produção, destaque para a mandioca, que alcançou a marca de 586, toneladas, gerando R$ 210,5 milhões em valor bruto, o que representou um decréscimo de 4,9% frente à safra anterior, no volume produzido. A produção de banana, que obteve incremento de 0,7% na produção, atingindo 88,7 mil toneladas, que geraram um valor bruto de R$ 65,1 milhões, número 8,0% superior ao registrado no ano anterior. A produção de milho, registrou aumento frente a safra anterior, com crescimento de valor da produção na ordem de 8,0% no ano, apresentando R$ 59,3 milhões.

A produção de soja apresentou excepcionais 106% de crescimento de produção entre 2019 e 2020 e com valor de produção de R$14,4 milhões. Outras culturas que evoluíram positivamente foram as culturas do café e maracujá com respectivamente R$ 9,9 milhões e R$ 3,2 milhões.

“Modéstia a parte a banana de Tarauacá é muito boa. Estamos levando 25 toneladas em média por mês para Porto Velho. Acrelândia tem dificuldade nesta época e grande parte do pessoal que compra na Ceasa de Rio Branco vem para Tarauacá”, disse ao ac24horas Narcelio Silva, secretário de Agricultura de Tarauacá, município que saiu de 9,11% para 9,34% sua participação na produção agrícola do Acre entre 2019 e 2020.

A produção de farinha é grande e agrega valor. No Tauari e Taquari, na região próxima do Rio Liberdade, há zonas de alta produtividade. A prefeita quer resgatar a produção do abacaxi, consolidando Tarauacá como terra desse fruto. “Estamos trabalhando para produzir frutos com peso como antes, de 13 ou mais quilos”, completou, anunciando a implantação do Complexo de Produção de Tarauacá, uma novidade que será lançada na Feira do Abacaxi, em outubro.

Com recursos obtidos pelo marido da prefeita, o deputado federal Jesus Sérgio, o município pretende produzir 150 mil mudas de café e expandir a produção na região.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS