Rio Branco,

aaa

Porta-voz do Talibã diz que grupo vai respeitar direitos das mulheres que estão previstos na lei islâmica

Um porta-voz do Talibã afirmou, nesta terça-feira (17), que o grupo se compromete a honrar os direitos das mulheres, desde que dentro das normas da lei islâmica.

G1
Zabihullah Mujahid, um porta-voz do Talibã, deu a primeira entrevista coletiva desde que o grupo tomou o poder no Afeganistão
- Publicidade-

Um porta-voz do Talibã afirmou, nesta terça-feira (17), que o grupo se compromete a honrar os direitos das mulheres, desde que dentro das normas da lei islâmica.

Zabihullah Mujahid, o porta-voz, deu a primeira entrevista coletiva desde que o grupo extremista tomou o poder no Afeganistão, no domingo.

O porta-voz foi questionado sobre como serão os direitos das mulheres no país. Quando o Talibã esteve no poder, na década de 1990, os direitos e liberdades das mulheres foram severamente restritos

Na entrevista, Zabihullah Mujahid afirmou que as mulheres poderão trabalhar. Um dos presentes perguntou se elas vão poder trabalhar como jornalistas. Mujahid não deu uma resposta definitiva. “Vamos esperar a formação do governo e os decretos de lei, e então podemos ver como serão as leis e regulamentações”, disse.

Mujahid também disse que o Talibã quer que a mídia privada “continue independente”, mas ele salientou que os jornalistas “não devem trabalhar contra os valores islâmicos”.

O porta-voz afirmou que o Afeganistão é uma nação islâmica, como era há 20 anos, mas que há uma grande diferença entre o grupo hoje e o grupo que governou há mais de 20 anos.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS