Rio Branco,

aaa

Inspeção do MPAC encontra mais de meia tonelada de alimentos vencidos no presídio de Senador Guiomard

Salsicha, mortadela, linguiça, frango, carne - alguns com prazos de validade vencidos e outros acondicionados de forma imprópria para consumo e as embalagens sem o prazo de validade

Souza Salomão, da Redação Ecos da Notícia
- Publicidade-

Uma fiscalização do Ministério Público do Acre (MP-AC) no presídio de Senador Guiomard, no interior do estado, encontrou uma tonelada e meia de alimentos que estavam acondicionados de forma irregular, além disso, alguns itens estavam fora do prazo de validade.

O promotor Tales Tranin, da 4ª Promotoria Criminal de Execução Penal e Fiscalização de Presídio, foi quem esteve no local e flagrou a situação. Segundo ele, o peso da marmita dada aos presos também é menor do que o estipulado no contrato entre a empresa e o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen).

“Vários reeducandos se dirigiram até mim denunciando que estava sendo entregue pouca comida e comida estragada. Fizemos a vistoria na hora da entrega dos alimentos, abrimos algumas marmitas e realmente a quantidade não estava legal. Peguei uma marmita aleatória, pesei e constatei que tinha 650 gramas e o contrato obriga 800 gramas”.

O promotor destacou que de posse da outra denúncia se dirigiu à câmara fria e lá constatei uma tonelada e meia de alimentos. “Salsicha, mortadela, linguiça, frango, carne – alguns com prazos de validade vencidos e outros acondicionados de forma imprópria para consumo e as embalagens sem o prazo de validade”, contou.

A Vigilância Sanitária foi acionada, e fez o auto de infração e apreendeu todos os alimentos, que estavam em caixas plásticas e algumas embalagens não continham informações de validade. Agora, o promotor informou que vai fazer ofícios aos promotores da cidade e também para o responsável pelo controle dos contratos.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS