Rio Branco,

aaa

Educação de Rio Branco elabora plano emergencial de continuidade do ano letivo de 2021 durante a pandemia

G1 Acre
- Publicidade-

Com previsão de retomar as aulas de forma gradual na primeira quinzena do mês de setembro, a educação municipal de Rio Branco deve seguir as normas do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19, entre outras que foram publicadas em uma resolução no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta sexta-feira (13).

A resolução é do Conselho Municipal de Educação da Secretaria Municipal de Educação (Seme) e tem como objetivo orientar as unidades educativas do município na elaboração de um Plano Emergencial de Continuidade Pedagógica.

A norma visa estabelecer procedimentos complementares para o calendário escolar deste ano letivo. Além de passar por um replanejamento de atividades não presenciais para os alunos que não estão sendo alcançados pelos meios de comunicação durante o período de pandemia da Covid-19.

Outros pontos que devem ser incluídos são atendimento aos alunos da educação especial; indicação dos meios tecnológicos essenciais disponibilizados para todos os estudantes submetidos a essa forma de ensino não presencial, para que possam compreender e desenvolver as atividades mediadas ou não por tecnologias.

Além de levantar informações sobre que ações pedagógicas e de controle sanitário que serão utilizadas para garantir que todos os alunos e professores possam participar das atividades propostas; divulgação, mobilização e capacitação dos professores e dirigentes das escolas para o ordenamento das atividades pedagógicas remotas, entre outros.

As aulas presenciais devem ser retomadas nas escolas públicas de Rio Branco na primeira quinzena de setembro, com o início do segundo semestre do ano letivo. Inicialmente, as atividades devem funcionar de forma híbrida e com rodízio de estudantes em atividade presencial, oferecendo aos alunos a possibilidade de fazer os estudos pela internet, por conta da pandemia.

Em julho, a prefeitura informou que de acordo com o protocolo do Plano Diretor, a volta será gradativa, 30%, depois 50% até chegar nos 100%. Nesta sexta, a prefeitura não confirmou se já tem uma data definida de início das aulas.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS