28 setembro 2021 7:39 am
23.3 C
Rio Branco
28 setembro 2021 7:39 am

Após virar gospel, Luciano desabafa sobre suposto fim da dupla com Zezé Di Camargo

Ao programa É de Casa, ele disse que deu início à carreira solo com trabalhos voltados para o mundo gospel, porém, isso não significa que a dupla vai chegar ao fim, por enquanto:

RD1
Luciano Camargo voltou a falar sobre a dupla com Zezé Di Camargo e explicou os boatos de que eles estariam se separando, dando fim à parceria que já dura mais de 30 anos.
- Publicidade-

Ao programa É de Casa, ele disse que deu início à carreira solo com trabalhos voltados para o mundo gospel, porém, isso não significa que a dupla vai chegar ao fim, por enquanto:

“EU NUNCA EXTERNAVA O MEU SENTIMENTO EM RELAÇÃO A DEUS, E EM UM ANO DE PANDEMIA… REALMENTE PEGUEI TODO MUNDO DE SURPRESA. TEM PESSOAS FALANDO QUE A GENTE ESTÁ SE SEPARANDO, MAS EU NÃO ME IMPORTO, PORQUE EU SEI QUE EU E MEU IRMÃO ESTAMOS JUNTOS”.

“Eu sei da torcida dele para os meus projetos, e ele sabe da minha torcida para os projetos dele. Mas tudo é no tempo de Deus, sempre falo isso…”, disse, colocando um ponto final nas especulações.

Recentemente, em um papo com os seguidores do Instagram, a esposa de Zezé Di Camargo, Graciele Lacerda, chamou a atenção ao responder uma pergunta sobre Luciano.

“Graci, nós não vemos o Luciano na fazenda. Por quê?”, quis saber uma internauta, fazendo referência à fazenda É o Amor, de . Sem explicar a razão, a influenciadora digital apenas disparou: “Uai, pergunta pra ele”.

Vale lembrar que os irmãos, que apesar de não terem sido vistos juntos nos últimos meses, seguem firmes e fortes com a parceria musical. De acordo com a Quem, os dois voltam aos palcos no dia 4 de setembro, em Barra Funda (SP).

Em abril, o Zezé falou sobre os 30 anos que a canção É o Amor, música que abriu portas para sua dupla com o irmão.

“Quando eu cantei É o Amor pela primeira vez, depois de ter levado três horas compondo desde a concepção até a última estrofe, eu sabia que tinha feito uma grande música, uma música bonita. Tanto que eu cantei várias vezes só com a minha voz e o violão e fiquei emocionado“, lembrou ele, em conversa com a coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia.

Quando questionado se achava que a música iria fazer tanto sucesso, o artista foi sincero: “Não. Quando a gente faz uma música por mais experiência que você tenha não dá para dimensionar o tamanho que ela vai ser e isso depende de vários fatores”.

“Não tinha noção de um possível sucesso até porque era o nosso primeiro disco e a gente não tinha força na mídia. Quando você já tem sucesso e é famoso, fica mais fácil emplacar uma música. Juro que pensei que um ano depois dela aparecer e estourar, as pessoas esqueceria É o Amor, mas ela foi se perpetuando, foi virando tema de casamentos e aí vieram as regravações”, completou.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS