Rio Branco,

aaa

Acreano Weverton e Volpi fazem duelo valendo consagração no Choque-Rei pela Libertadores

GAZETA ESPORTIVA
Nesta terça-feira, Palmeiras São Paulo disputam o segundo jogo das quartas de final da Libertadores às 21h30, no Allianz Parque. Depois de um empate por 1 a 1 no Morumbi, os times definirão o classificado para a semifinal do torneio continental e contam com Weverton e Volpi como esperanças para terminar o confronto sem ser vazado e com a vaga carimbada.
- Publicidade-

Desde a temporada passada, Weverton consolidou-se como uma das principais lideranças do elenco do Palmeiras. Não à toa, o goleiro é considerado um dos capitães do grupo por Abel Ferreira, que evita levar em conta a existência de apenas um jogador responsável por carregar a braçadeira.

Por mais que tenha falhado na derrota recente do Verdão para o Fortaleza, pelo Campeonato Brasileiro, Weverton é o grande porto seguro do sistema defensivo da equipe, ao lado de Gustavo Gómez. Suas atuações brilhantes em partidas decisivas pela Libertadores e Copa do Brasil na temporada passada fizeram com que garantisse seu nome nas convocações de Tite para a Seleção Brasileira.

Além da conquista do título no início desde ano, Weverton escreveu o seu nome na história da Libertadores igualando Marcos como o jogador com mais vitórias pelo torneio com a camisa do Palmeiras. Após o triunfo do Verdão sobre a Universidad Católica, o camisa 21 chegou à marca de 27 resultados positivos pela Libertadores, já tendo disputado 36 partidas.

Weverton chegou ao clube palestrino em 2018, dando continuidade ao bom trabalho feito por Fernando Prass na defesa da meta da equipe. Desde então, o goleiro já disputou 180 partidas pelo Palmeiras e conquistou o Campeonato Brasileiro de 2018 e a tríplice coroa na temporada passada, com o Paulistão, a Copa do Brasil e a Libertadores.

Volpi, por sua vez, chega para a decisão contra o Palmeiras vivendo uma fase bem diferente. O goleiro são-paulino acabou sendo apontado como culpado pelo empate do Verdão no jogo de ida das quartas de final da Libertadores, na última terça-feira, no Morumbi, ao abrir mão da barreira em cobrança de falta de Patrick de Paula, não conseguindo espalmar o chute venenoso do volante alviverde.

No último sábado, diante do Grêmio, em duelo direto contra a zona de rebaixamento do Brasileirão, Volpi voltou a fazer boas defesas, uma delas cara a cara com Vanderson, logo no início do segundo tempo, quando a partida estava empatada em 1 a 1, sendo uma peça fundamental na vitória do São Paulo por 2 a 1.

Fato é que as falhas ou equívocos vêm marcando mais Tiago Volpi do que as grandes defesas protagonizadas em algumas partidas, mas nada melhor que um Choque-Rei, que vale vaga nas semifinais da Libertadores, para o goleiro se redimir com parte da torcida que anda um tanto quanto insatisfeita com as performances do camisa 1 tricolor.

Nesta terça-feira, Tiago Volpi volta a um palco onde fez uma das partidas mais memoráveis de sua carreira. Em 2019, pela semifinal do Campeonato Paulista, o São Paulo acabou eliminando o Palmeiras na disputa por pênaltis, e o goleiro tricolor brilhou. Embora tenha perdido o quinto pênalti, que daria a classificação para a grande final sem grandes sustos, o camisa 1 defendeu duas cobranças, a de Ricardo Goulart e, posteriormente, a de Zé Rafael para garantir em pleno Allianz Parque lotado sua equipe na decisão do Estadual.

Tiago Volpi é de longe o atleta do São Paulo que mais atuou na atual temporada, com 39 jogos. O segundo jogador mais acionado pelo técnico Hernán Crespo é Reinaldo, com 33 partidas, seguido de Bruno Alves, com 31 duelos.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS