Rio Branco,

Protege não recebe do governo e vigilantes prometem radicalizar

Ac24Horas
- Publicidade-

O episódio envolvendo a empresa Protege, os 180 vigilantes demitidos e o governo do Acre ganhou mais um capítulo na manhã desta terça-feira (20). Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o presidente do Sindicato dos Vigilantes, Nonato Santos, afirmou que apesar do governo ter anunciado na última sexta-feira, 16, a quitação parcial do débito com a empresa Protege no valor de R$ 3,8 milhões, até esta terça, 20, a empresa ainda não viu a cor do dinheiro.

Os vigilantes foram demitidos no sábado, 10, após a empresa Protege rescindir o contrato com o governo do Acre na justiça. O fim do acordo ocorreu devido à falta de pagamento da Secretaria de Saúde do Estado (Sesacre). A empresa entrou na Justiça para rescindir o acordo com o governo por causa de uma dívida de R$ 5 milhões.

Eles trabalhavam em unidades hospitalares e administrativas da Sesacre e acabaram deixando seus postos. No entanto, na última sexta, 16, a empresa afirmou que eles seriam readmitidos desde que o governo pagasse o que era devido.

No vídeo, o sindicalista afirmou que se o governo não fizer o repasse, a categoria voltará a fazer protesto em frente à Casa Civil nesta quarta-feira (21). Nonato pediu que o governador Gladson Cameli (Progressistas) veja o que realmente aconteceu e que dê um fim a esse problema.

“Eu não quero chamar de calote, mas tudo indica que estamos encaminhando para um calote. Na última sexta, o gestor Alysson Bestene mostrou comprovantes de envio de pagamentos de R$ 3,8 milhões, mas até agora esse pagamento não caiu na conta da empresa, ou seja, estamos voltando à estaca zero. Governador, não quero chamar isso de calote, verifique o que está acontecendo. Se esses recursos não forem repassados, iremos protestar amanhã. Resolva essa situação, governador!”, salientou.

Ao ac24horas, a secretária adjunta Muana Araújo, esclareceu que são necessárias 48 horas úteis para que o dinheiro chegue à empresa devido aos trâmites burocráticos. Segundo a gestora, a pasta enviará os comprovantes de pagamento à Protege S/A nas próximas horas.

“Está sendo realizado. Após realização demora até 48h pra cair na conta. Isso é de praxe. Estamos em conversa com a empresa sobre o envio das notas também”, afirmou a Sesacre em nota.

A porta-voz do governo do Acre, Mirla Miranda, esclareceu ao ac24horas que a equipe financeira da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) teve reunião na tarde desta terça-feira, 20, com o sindicato e que todas as pendências foram repassadas. Segundo a porta-voz, o Governo aguarda o envio das notas para a realização da quitação parcial do débito com a empresa Protege S/A.

“O governo agora depende da empresa repassar as notas. Tão logo enviem, já está programado para fazermos a tramitação para concluir o pagamento de 2,9 milhões acordado inicialmente. Esclarecemos que após a chegada das notas, estas que a empresa precisa entregar, bem como a tramitação interna, ao ser realizado o pagamento, o foi dito é que o recurso cairá na conta da referida empresa entre 24 e 48h”, destacou.

Veja o vídeo:

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img