Rio Branco,

aaa

Polícia prende suspeito de atear fogo em estátua de Borba Gato

A Polícia Civil de São Paulo prendeu, na madrugada deste domingo, 25, um dos suspeitos de atear fogo na estátua do bandeirante Manuel de Borba Gato, na região Sul da Capital. O incêndio ocorreu na tarde de sábado e foi reivindicado pelo coletivo Revolução Periférica.

O GLOBO
Homem foi preso na madrugada deste domingo. Investigadores continuam buscas por outros autores do ato de vandalismo no monumento do bandeirante
- Publicidade-

A Polícia Civil de São Paulo prendeu, na madrugada deste domingo, 25, um dos suspeitos de atear fogo na estátua do bandeirante Manuel de Borba Gato, na região Sul da Capital. O incêndio ocorreu na tarde de sábado e foi reivindicado pelo coletivo Revolução Periférica.

Em nota, o governo de São Paulo informou que equipes do 11º Distrito Policial, em Santo Amaro, identificaram o motorista do caminhão que conduziu parte do grupo até o local e transportou os pneus.

Segundo as investigações, a placa do veículo foi adulterada. As equipes continuam as buscas para identificar e localizar os demais autores.

Na tarde de sábado, a Secretaria de Segurança Pública havia informado que, por volta das 13h30, um grupo desembarcou de um caminhão e espalhou pneus pela via e nos arredores do monumento, ateando fogo na sequência.

Policiais militares e bombeiros chegaram rapidamente ao local e controlaram as chamas e liberaram o tráfego. Não houve feridos e nem detidos.

A estátua de Borba Gato já foi alvo de outros atos de vandalismo. Bandeirantes desbravaram territórios pelo interior do país e são acusados de terem capturado e escravizado negros e indígenas.

A estátua fica na Avenida Santo Amaro. É um mosaico tridimensional com 13 metros de altura e foi criada pelo escultor Julio Guerra (1912-2001). A peça foi entregue à cidade em 1963.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS