Rio Branco,

aaa

Polícia Civil investiga homens que mataram gato queimado e gravaram vídeo

A Polícia Civil de Santa Albertina (SP) investiga um caso de maus-tratos a um gato que foi queimado vivo. Um vídeo gravado pelos próprios suspeitos de cometerem o crime mostra o animal agonizando.

G1
Caso foi registrado em Santa Albertina (SP). Policiais ambientais e civis receberam o vídeo e localizaram suspeitos; um deles é ex-marido da dona do animal
- Publicidade-

A Polícia Civil de Santa Albertina (SP) investiga um caso de maus-tratos a um gato que foi queimado vivo. Um vídeo gravado pelos próprios suspeitos de cometerem o crime mostra o animal agonizando.

Na gravação, é possível perceber que dois homens estavam no quintal de uma casa. Enquanto o gato permanecia no chão, um dos suspeitos pediu para o outro jogar álcool e riscar um fósforo. Em seguida, o animal começou a pegar fogo.

Policiais ambientais receberam o vídeo e começaram a fazer buscas na manhã deste sábado (24) para tentar localizar os suspeitos.

De acordo com a Polícia Civil, os dois homens foram encontrados levados à delegacia. Ambos prestaram depoimento e foram liberados para serem investigados em liberdade. Um deles, no entanto, foi multado em R$ 6 mil por maus-tratos.

A ex-mulher de um dos suspeitos disse que o gato era dela e que o homem enviou o vídeo do animal sendo queimado vivo. Ela também contou que precisou mudar de cidade, porque passou a ser ameaçada de morte pelo ex-marido.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS