Rio Branco,

aaa

Mais de 11,6 mil doses de vacinas contra a Covid-19 chegam ao Acre nesta terça-feira (20)

G1 Acre
- Publicidade-

Acre recebeu, nesta terça-feira (20), mais doses de imunizantes contra a Covid-19 para seguir com o planejamento de vacinar a população contra a Covid-19. Foram enviados pelo Ministério da Saúde dois lotes de vacina para o estado, sendo 7,2 mil doses do Instituto Butantan, que produz a CoronaVac, e 4.460 doses da AstraZeneca/Fiocruz.

A coordenação do Programa Nacional de Imunização no Acre (PNI) informou que os dois lotes serão usados para a segunda dose do público de comorbidades e grávidas e mulheres no pós-parto com e sem comorbidade.

Há previsão da chegada de mais dois lotes de vacinas, com mais de 130 mil doses, no estado acreano nesta quarta (21). Segundo a Saúde, essas remessas serão para a primeira dose.

O Ministério da Saúde encaminhou para o Acre, na sexta (16), 15.750 doses da AstraZeneca/Fiocruz para imunização dos moradores.

A capital acreana liberou a vacina contra a Covid-19 nessa terça (20) para pessoas acima dos 23 anos. São 13 pontos de imunização das 8h às 16h na capital acreana.

Antecipação da segunda dose

Para agilizar o processo de imunização, o governo do Acre decidiu antecipar a aplicação da 2ª dose da AstraZeneca/Fiocruz. Normalmente, a 2ª dose é aplicada 90 dias após a primeira. Agora, com a mudança, quem tomou a 1ª dose há 45 dias já pode ir até um dos pontos de vacinação para concluir o esquema vacinal.

Conforme a coordenadora do Programa Nacional de Imunização no estado (PNI), Renata Quiles, o estado decidiu antecipar a aplicação da segunda dose temendo as novas variantes detectadas pelo mundo.

As vacinas utilizadas no combate da Covid-19, com exceção da vacina da Janssen, são aplicadas em duas doses. A imunização só é completa quando a pessoa toma as duas doses.

Segunda dose

  • CoronaVac

O intervalo ideal é de 28 dias entre as doses da CoronaVac. Um estudo do Butantan mostrou que a eficácia da vacina foi de 62% com intervalo de 21 a 28 dias, contra 50% com intervalo de até 21 dias.

  • AstraZeneca

Já estudos clínicos da Oxford/AstraZeneca apontaram uma eficácia de 82,4% com a segunda dose, em um intervalo de três meses após a primeira dose.

  • Pfizer

O ministério recomenda que a vacina seja administrada em um intervalo de 12 semanas (três meses). Em nota técnica, a pasta informa que o intervalo maior foi recomendado com base em estudos feitos no Reino Unido – o país optou por aumentar o espaçamento no início da campanha de vacinação, por causa da escassez de doses.

Já a bula do fabricante diz que o imunizante deve ser aplicado em um “intervalo maior ou igual a 21 dias entre a primeira e a segunda dose”.

Vacinação no Acre

De acordo com informações do portal de transparência do governo, o Acre recebeu 482.380 doses de vacinas e foram aplicadas 433.201 até o domingo (18), sendo 322.953 da primeira dose, 102.349 da segunda e 7.899 dose única. Rio Branco aplicou 214.165 doses e Cruzeiro do Sul 51.043.

Segundo o governo, o número de doses aplicadas que consta no portal refere-se aos dados já inseridos no sistema do Ministério da Saúde, cujas atualizações são realizadas pelos municípios. Por isso, pode haver atraso nas informações.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS