Rio Branco,

aaa

Bolsonaro diz que apresentará em live supostas provas de fraude em eleições

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta 6ª feira (23.jul.2021) que apresentará em uma live as supostas provas de fraude nas eleições de 2014.

PODER 360
Presidente afirmou que mostrará “inconsistências” nas eleições de 2014 e 2018
- Publicidade-

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta 6ª feira (23.jul.2021) que apresentará em uma live as supostas provas de fraude nas eleições de 2014. Para a apoiadores, o chefe do Executivo que também deve apresentar evidências de “inconsistências” nas eleições de 2018, em que foi o vencedor.

O presidente indicou que deve fazer a apresentação em sua tradicional live de toda 5ª feira. Antes, o presidente havia anunciado que iria apresentar as provas e convidar a imprensa.

“Ontem foi bom, gostou [da live] de ontem? Vocês vão gostar da próxima, vou juntar com a apresentação das inconsistências de 2014 e 18 por ocasião das eleições”, disse para um grupo de apoiadores na chegada ao Palácio da Alvorada.

Com a apresentação da tese de fraude o presidente espera reforçar a defesa pelo voto impresso. Na live da última 5ª feira (22.jul), o presidente afirmou que as eleições são uma questão de “segurança nacional“. Ele também afirmou que convidaria a imprensa para a apresentação das supostas provas.

“Nós vamos demonstrar na 5ª feira [29.jul]. A gente vai convidar a imprensa, vamos decidir o horário ainda, para demonstrar o que aconteceu no segundo turno de 2014, e também parte do que aconteceu em 2018. Que dá para você ter mais que o sentimento, a convicção que houve, sim, interferência, em 2014, e houve, sim, interferência em 2018″, disse na 5ª feira (22.jul).

A primeira vez que o presidente colocou em dúvida os resultados das eleições que ele próprio venceu foi em 9 de março de 2020. Na ocasião, Bolsonaro disse que apresentaria “brevemente” provas de que teria vencido o pleito no primeiro turno.

Desde então, o presidente não havia apresentado as provas citadas. Nesta semana, marcou um dia para fazê-lo, a próxima 5ª feira (29.jul). Inicialmente, o foco seria o segundo turno das eleições de 2014, mas o presidente também citou que pode mostrar algo relacionado ao pleito de 2018.

O presidente intensificou o discurso sobre fraude nas urnas eletrônicas a partir da tramitação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) sobre o voto impresso. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) nega que os equipamentos sejam fraudáveis.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS