Rio Branco,

aaa

Bandidos se passam por agentes de endemias em CZS; prefeitura diz que uniforme pode ser falso

Vestidos à caráter com coletes como agentes de endemias da Secretaria Municipal de Cruzeiro do Sul, dois homens entraram numa casa e, uma vez lá dentro, anunciaram que a tal visita era na verdade um assalto.

CONTILNET
Prefeitura de Cruzeiro do Sul manifestou-se sobre o assunto através do porta-voz Chico Melo
- Publicidade-

Vestidos à caráter com coletes como agentes de endemias da Secretaria Municipal de Cruzeiro do Sul, dois homens entraram numa casa e, uma vez lá dentro, anunciaram que a tal visita era na verdade um assalto. O crime ocorreu na terça-feira (20), nas proximidades da Escola “Joarez Ibernon”, na Comunidade Santa Luzia, zona rural de Cruzeiro do Sul.

A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar a partir de um áudio em aplicativos de telefone, quando uma mulher pede socorro, informando que toda sua família fora amarrada, inclusive crianças. Os assaltantes ficaram por pelo menos duas horas na residência e passaram a vasculhar todos os cômodos da residência.

Procurada pela reportagem do ContilNet, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul manifestou-se sobre o assunto através do porta-voz Chico Melo. O assessor de comunicação disse que, a partir da ocorrência, o órgão vai abrir uma investigação sobre os coletes obtidos pelos assaltantes. Há, segundo o porta-voz, enormes possibilidades de as vestimentas terem sido falsificadas. “Se os bandidos falsificam dinheiro ao redor do mundo, uma atividade monitorada pelo FBI a partir dos Estados Unidos, como não iriam falsificar coletes da Prefeitura de Cruzeiro do Sul?”, indagou o jornalista.

Chico melo disse ainda que, a partir de problemas como este, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul vai estudar meios de identificar os agentes de forma que a comunidade se sinta segura. “Fique certa a comunidade que a Prefeitura não ficará inerte em relação ao problema”, garantiu.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img