Rio Branco,

Após ser liberado por indígenas, servidores devem retornar a cidade nesta segunda

Redação Ecos da Notícia
- Publicidade-

Os dez servidores públicos do Acre que ficaram retidos na aldeia indígena dos Nawa durante protesto pela demarcação de terras, próximo à Serra do Divisor, foram liberados nesse domingo, 18, mas só seguirão viagem de volta à cidade nesta segunda (19).

Antes disso, eles passaram a noite, por segurança, acomodados no Polo de Saúde da Aldeia República para seguir viagem por barco na manhã desta segunda, já que a noite o deslocamento se torna mais perigoso. A informação foi repassada pela secretária de Estado de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique.

O Governo do Acre emitiu uma nota informando que o povo Nawa foi pacífico. “Os servidores estão bem e foram apenas impedidos de passar, mas a situação já foi contornada pelos representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e governo do Estado que agiram negociando a liberação do Rio com os indígenas”, disse.

Estavam retidos 4 servidores da Secretaria de Empreendedorismo e Turismo, 2 do Sebrae, 1 do Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação de Serviços Ambientais (IMC), 2 da Secretaria de Comunicação do Estado e 1 da Prefeitura de Mâncio Lima, que estavam ministrando cursos de capacitação para as comunidades da Serra do Divisor. Eles estavam retornando para Mâncio Lima quando foram impedidos de continuarem a viagem e ficaram retidos.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img