Rio Branco,

Após mais de 20 dias desaparecido, agricultor é achado morto dentro de carro submerso em açude no AC

G1 Acre
- Publicidade-

O corpo do agricultor Tiago José Oliveira do Nascimento, de 29 anos, foi encontrado nessa segunda-feira (12) dentro de um carro submerso em um açude na BR-364, próximo à entrada da cidade de Acrelândia, no interior do Acre.

Um homem e dois filhos foram pescar nesse local, viram o carro dentro do açude e acionaram a polícia na tarde dessa segunda. O trabalho de resgate foi feito pelas polícias Civil, Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros e também contou com apoio de moradores locais e da família da vítima.

O veículo foi retirado já por volta da meia-noite, com apoio de um trator emprestado por empresário local. No interior do carro, estava o agricultor que estava desaparecido há mais de 20 dias.

O delegado de Acrelândia, Dione dos Anjos, afirmou que a principal suspeita é de que tenha sido um acidente. Mesmo assim, o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Rio Branco para passar por exames que confirmem a causa da morte e afastem a possibilidade de crime.

Veículo foi retirado da água e dentro estava corpo de agricultor no interior do AC — Foto: Arquivo/PC-AC

Veículo foi retirado da água e dentro estava corpo de agricultor no interior do AC — Foto: Arquivo/PC-AC

Desaparecido

O agricultor estava sem dar notícias para a família desde a manhã do último dia 20 de junho. Ele sumiu após sair de casa, na zona rural de Acrelândia, para buscar a mulher na casa da sogra, em Rio Branco.

Em entrevista ao G1 no do dia 26 de junho, Jessica Pessoa da Silva Nascimento, de 26 anos, contou que o marido saiu de casa por volta das 9h para buscá-la na casa da mãe, aonde estava há uma semana. Ele avisou que estava saindo em um carro emprestado e que logo chegaria. A reportagem não conseguiu contato com a mulher da vítima nesta terça-feira (13).

Angustiada, a mulher contou que eles estavam juntos há 12 anos e que têm uma filha de seis anos que não para de perguntar pelo pai.

Ela disse que os dois estavam bem e que era costume ela passar uns dias na casa da mãe, que mora distante, e ele buscá-la em seguida. Jessica afirmou ainda que ela e o marido são evangélicos e que cuidam de uma congregação no local onde moram. Segundo ela, o agricultor era muito querido por todos.

A única informação da família é que ele teria parado em um posto de combustível na estrada por volta das 9h50 de domingo para abastecer e em seguida saiu em direção à zona urbana de Acrelândia. A família mora no Km 105 da BR-364, no Ramal do Carlão, na zona rural da cidade.

E foi a cerca de 300 metros do posto aonde ele tinha sido visto a última vez que ele caiu no açude. Como era domingo, o delegado disse que o movimento na rodovia fica menos intenso e ninguém viu quando o veículo caiu.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img