Rio Branco,

Indianos se casam em avião para driblar restrições contra Covid

Um casal indiano fretou um avião para fazer uma festa de casamento no ar com 161 convidados e driblar as restrições contra a Covid-19 no domingo (23). Quase ninguém usava máscara.

Por G1
Casal fretou aeronave para fazer festa no ar com 161 convidados. Companhia aérea disse que ‘convidados foram informados detalhadamente sobre as regras de distanciamento e segurança’

Um casal indiano fretou um avião para fazer uma festa de casamento no ar com 161 convidados e driblar as restrições contra a Covid-19 no domingo (23). Quase ninguém usava máscara.

Publicidade

No estado de Tamil Nadu, onde ocorreu o casamento a bordo, templos e salas de reuniões estão fechados e os casamentos e outros eventos sociais têm um limite de 50 convidados.

Vídeos e fotos da celebração a bordo foram publicados nas redes sociais e viralizaram. O casal disse “sim” quando o avião sobrevoava o templo de Minakshi, em Madurai, segundo o jornal “Hindustan Times”.

A autoridade de aviação civil da Índia ordenou uma investigação e suspendeu a tripulação da aeronave, que pertence à empresa SpiceJet.

A SpiceJet afirmou à imprensa local que “os convidados foram informados detalhadamente, por escrito e verbalmente, sobre as regras de distanciamento e segurança a seguir conforme as diretrizes contra a Covid, no aeroporto e a bordo”.

Casal indiano freta avião para fazer uma festa de casamento no ar com 161 convidados e driblar as restrições contra a Covid-19 na Índia em 23 de maio de 2021 — Foto: Tamil Nadu Police via Reuters
Casal indiano freta avião para fazer uma festa de casamento no ar com 161 convidados e driblar as restrições contra a Covid-19 na Índia em 23 de maio de 2021 — Foto: Tamil Nadu Police via Reuters

Mais de 300 mil mortes

A Índia está no meio de uma segunda onda mortal da pandemia, que levou os sistemas de saúde e funerário ao colapso e a recordes diários de casos e mortes por Covid-19.

Na segunda-feira (24), o país se tornou o terceiro a ultrapassar os 300 mil óbitos. No dia 19, a Índia superou os Estados Unidos e bateu o recorde mundial de mortes em um único dia.

O governo do primeiro-ministro Narendra Modi se recusa a adotar um lockdown nacional, mas vários estados impuseram medidas de restrição por conta própria para tentar frear a segunda onda.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade