Rio Branco,

Celso Russomanno faz acusação falsa e é condenado pela justiça: “Sensacionalista e ofensiva”

Contudo, a distribuidora de gás Laécio de Melo M.E. agia com “má-fé” e “extorquia” a população vendendo botijões a preços abusivos, segundo Celso.

Por IG/ O CANAL
Após uma matéria do quadro Patrulha do Consumidor. Celso Russomanno e a Record foram condenados pela Justiça de São Paulo para indenizar R$ 25 mil a uma empresa que foi alvo de uma acusação falsa.

Contudo, a distribuidora de gás Laécio de Melo M.E. agia com “má-fé” e “extorquia” a população vendendo botijões a preços abusivos, segundo Celso. Mas a Justiça afirmou que as acusações eram falsas. “Sem fontes seguras e recheada de informações falsas, a reportagem revelou-se sensacionalista e ofensiva”, declarou o juiz.

Publicidade


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade