Rio Branco,

Prefeitura de Assis Brasil diz que Banco do Brasil não fechará unidade no município

AC 24 Horas
- Publicidade-

Na manhã desta quinta-feira (13), a Assessoria de Comunicação da prefeitura de Assis Brasil divulgou uma nota dizendo que o prefeito Jerry Correia foi informado de que o posto de atendimento do Banco do Brasil no município não será mais fechado, como foi anunciado em janeiro passado.

De acordo com a nota, a informação veio da Superintendência do Banco do Brasil, informando que a unidade que presta serviços à população daquele município não será mais encerrada conforme constava no programa de reestruturação divulgado no começo deste ano pela direção nacional da instituição.

O prefeito Jerry Correia afirmou por meio do site oficial da prefeitura que contou com a ajuda do senador Marcio Bittar (MDB-AC) e da Associação Comercial de Assis Brasil para manter o Posto de Atendimento do BB em funcionamento no município, o que é considerado como uma conquista para a cidade.

“A permanência do Banco do Brasil em Assis Brasil possui uma importância muito grande para todos nós, sobretudo para os clientes da instituição no município, que não precisarão se deslocar até Brasiléia para resolver as questões mais complexas”, afirmou o gestor da cidade fronteiriça.

Ao ac24horas, o superintendente do Banco do Brasil no Acre, Márcio Carioca, informou que a unidade de Assis Brasil seria fechada na próxima segunda-feira, 17 de maio, mas disse que a direção da instituição financeira decidiu inseri-la em um processo de reanálise, com um novo cronograma, sem data para definição.

“O fechamento ocorreria na próxima segunda-feira, mas houve uma mudança de decisão e a unidade entra em um novo processo de avaliação, um novo cronograma, que não tem uma data definida para conclusão. Então, ela poderá ainda vir ainda a fechar, futuramente, ou não”, disse o superintendente regional.

O programa de reestruturação anunciado pelo Banco do Brasil tinha a previsão de fechar até oito agências espalhadas em sete municípios acreanos, além de rebaixar outras ao status de Posto de Atendimento (PA). As mudanças começaram a ser efetivadas a partir do mês de fevereiro passado.

Em todo o Brasil, o programa de reestruturação estabelecia a alteração em 870 pontos de atendimento do BB, com a transformação de 243 agências em postos de atendimento, 8 postos em agências e a conversão de 145 unidades de negócios em Lojas BB e ainda a criação de 28 unidades de negócios.

Até o mês de março, a direção do Banco havia conseguido fechar cerca de 90 agências das 361 incluídas no projeto, segundo reportagem do jornal O Globo. O balanço equivale a cerca de um quarto do total. O avanço das medidas ocorria sob intensa pressão de prefeitos dos municípios atingidos.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img