Rio Branco,

Operação do Ibama e polícia destrói acampamentos usados para desmatamento ilegal no Acre

G1 Acre
- Publicidade-

Uma operação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em parceria com a Polícia Militar do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) apreendeu materiais usados para desmatar terras em Feijó, no interior do Acre, como motosserras e mais de 2 mil litros de combustível que seriam utilizados na prática do crime ambiental.

De acordo com a polícia, a operação aconteceu entre os dias 11 e 16 de maio nos seringais Alto Bonito, Recife e Morada Nova. Apesar de ninguém ter sido preso, a polícia encontrou acampamentos e uma área desmatada de 800 hectares nas proximidades do Rio Jurupari.

O Sistema de Alerta de desmatamento do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia mostra que em abril o Acre teve 10 km² de área desmatada. Já no acumulado entre agosto de 2020 a abril de 2021, foram 488 km² desmatados – 91% a mais se compararmos o mesmo período ente 2019 e 2020.

Em abril de 2021, a maioria (68%) do desmatamento ocorreu em áreas privadas ou sob diversos estágios de posse. O restante do desmatamento foi registrado em Assentamentos (19%), Unidades de Conservação (11%) e Terras Indígenas (2%).

Mais de 2 mil litros de combustível que seriam utilizados na prática do crime ambiental apreendidos  — Foto: Asscom/Sejusp-AC

Mais de 2 mil litros de combustível que seriam utilizados na prática do crime ambiental apreendidos — Foto: Asscom/Sejusp-AC

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img