Rio Branco,

Creas faz fiscalizações noturnas no Centro para identificar crianças em situação de vulnerabilidade

G1 Acre
- Publicidade-

Mesmo durante período de pandemia os serviços realizados pelo órgão continuam ocorrendo

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), vinculado a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Cruzeiro do Sul, deu início na noite de sexta-feira, 07, a uma ação de fiscalização na área central da cidade, para identificar crianças em situação de vulnerabilidade social. Muitos menores, durante a noite, ficam como “pedintes” na praça de alimentação e na frente das farmácias. A operação contou com o apoio da equipe da assistência social.

Segundo a secretária municipal de Desenvolvimento Social, Delcimar Leite, o apoio às famílias em situação de vulnerabilidade tem sido uma das preocupações da gestão do Prefeito Zequinha Lima, que executa, além deste, outros inúmeros serviços. Ela explicou que as equipes vão atuar realizando plantões de abordagens e encaminhando as crianças identificavas para os órgãos responsáveis, mediante cada situação.

“As crianças que são encontradas nesse tipo de situação são acompanhadas até suas residências. Após essa intervenção a equipe realiza uma pesquisa familiar, se as mesmas são cadastradas em algum tipo de programa, e primeiramente são realizadas as orientações. Caso a situação persista, a equipa encaminha ao Ministério Público para tomar as devidas medidas cabíveis”, relatou.

Mesmo durante o período de pandemia, todos os serviços essenciais de assistência às pessoas em situação de vulnerabilidade continuaram funcionando. O Creas, teve que se adaptar, para continuar levando as ações oferecidas pelo órgão às famílias vítimas de violência sexual, maus tratos, abandono, violência familiar, e outras situações.

Devido a pandemia do Covid-19, a realização dos serviços em meio aberto foi reduzida ou direcionada para o acompanhamento remoto. Algumas atividades como música, dança, esporte, que eram oferecidas às vítimas, tiveram que ser suspensas e algumas adaptadas. Segundo o coordenador do Creas, Madson Cameli, planos de ações e novas metodologias já estão sendo organizados para um possível retorno, assim que possível.

De acordo com o coordenador, as vítimas chegam até o órgão através das denúncias realizadas diretamente, e de encaminhamentos da vara da infância, do ministério público e da delegacia especializada no atendimento da mulher e da criança.

“Atualmente realizamos cerca de 48 atendimentos familiares semanalmente, incluídos atendimento psicológicos e visitas domiciliares. Durante as visitas são feitos estudos sociais de casos e posteriormente seus devidos encaminhamentos conforme a necessidade. Esses atendimentos vão desde os psicológicos, com as vítimas e familiares, a atendimentos com jovens à medidas socioeducativas”, explicou o coordenador.

O que é o Creas

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) é o órgão responsável pelo atendimento de pessoas com direitos violados, principalmente crianças e adolescentes, vítimas de violência sexual, maus tratos, abandono e violência familiar de diferentes sexos e faixas etárias.

O objetivo do órgão é auxiliar as pessoas a superarem as violências sofridas ou a diminuir os danos causados por elas. Recepcionar e acolher as pessoas, fortalecer os vínculos familiares e comunitários, disponibilizar informações sobre direitos e viabilizar acesso a outros serviços, benefícios e programas.

Atualmente o órgão está localizado no Bairro do Alumínio, atrás do Ginásio ‘O Bezerrão’, sendo um ponto estratégico, próximo a outros órgãos parceiros como Ministério Público e Conselho Tutelar, que também atendem o mesmo público alvo.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img