Rio Branco,

Travesti é presa suspeita de furtar arma de PM após programa

Por METRÓPOLES

De acordo com o relato dela, o policial contratou o programa e, após o ato, disse que não tinha dinheiro para pagar

Uma travesti foi presa suspeita de furtar a arma de um policial militar após um programa, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital.

De acordo com o relato dela à Polícia Militar de Goiás (PMGO), o homem contratou o serviço e, após o ato, informou que não tinha dinheiro para pagar.

Nesse momento, ela aproveitou um momento de distração do PM, pegou a arma e fugiu.

O fato ocorreu na última quinta-feira (15/4), em uma área de mata na região de motéis do município. Conforme consulta pública de processos do Tribunal de Justiça, foi encaminhado um alvará de soltura para ela nesse domingo (18/4).

Segundo o relato da ocorrência, o cliente disse à travesti que não tinha dinheiro para pagar o programa. Com isso, ela aproveitou a distração dele, pegou a arma, que ele havia deixado em cima do banco da moto, e saiu correndo.

De acordo com informações do portal G1, uma equipe da PM compareceu ao local, identificou a suspeita e foi até a casa dela. No local, ela não resistiu à prisão e entregou a arma.

A travesti foi encaminhada para exames no Instituto Médico Legal (IML) e, em seguida, levada para a Central de Flagrantes da Polícia Civil em Aparecida de Goiânia.

A Polícia Militar não se manifestou sobre o envolvimento do servidor no caso.




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img