Rio Branco,

PM prende suspeito de participar de ataque na Cidade do Povo que deixou 7 feridos e motoboy morto

Por Ithamar Souza, Ecos da Notícia

O foragido Gabriel Miranda Gonçalves, de 25 anos, foi preso na noite deste sábado (23), em via pública no bairro Esperança em Rio Branco. O rapaz é suspeito de ter participado da execução de um motoboy na Cidade do Povo e deixar outras sete pessoas feridas a tiros.

Segundo informações da Polícia Militar, uma guarnição estava em patrulhamento de rotina quando avistaram Gabriel fugindo após ter visto a presença dos policiais. Os militares fizeram um acompanhamento e conseguiram prender o suspeito, que no primeiro momento deu um nome errado, mas com muita insistência, o rapaz disse o nome correto e foi verificado no sistema que havia um mandado de prisão contra ele por estar foragido.

Ainda segundo a polícia, Gabriel participou de um ataque realizado por membros de uma facção no Conjunto Habitacional Cidade do Povo. O fato aconteceu no dia 5 deste mês e deixou 7 pessoas feridas a tiros.

Na mesma ação, o motoboy e monitorado por tornozeleira eletrônica, Yuri Mateus de Lima Cavalcante, de 25 anos, foi morto com quatro tiros e seis facadas na cabeça.

Após ser preso, Gabriel foi encaminhado por policiais militares da Força Tática do 1° Batalhão para a Delegacia de Flagrantes (Defla), para a tomada das medidas cabíveis.

Relembre o caso

O ataque dos criminosos iniciou na quadra de grama sintética da Cidade do Povo, na rua Vereador Jessé Santiago. Os bandidos, que fazem parte de uma facção criminosa, chegaram no local em três carros e desceram com armas de grosso calibre.

Na quadra, os criminosos deixaram sete pessoas feridas. As vítimas foram identificadas sendo: Moisés Teixeira da Silva, 22 anos, Renan Costa Ribeiro, 19 anos, Paulo Vinicius Adelino Soares, 48 anos, Cassemiro Borges de Andrade, 48 anos, David de Souza, 30 anos, Francisco Delcimar Gomes de Oliveira, 38 anos, e Wendel de 23 anos.

Após a ação, os bandidos voltaram para os veículos e fugiram do local. Eles teriam parado em uma rua onde fica uma lanchonete e caminharam pela via pública realizando vários disparos. Toda a ação foi gravada por um dos bandidos e divulgada nas redes sociais.

As imagens mostram o momento em que os criminosos chegam em uma lanchonete. Eles entram e se dirigem ao motoboy Yuri Mateus, que é detento monitorado. Segundo informações apuradas pela reportagem, os bandidos interrogaram se Yuri fazia parte de alguma facção, e mesmo negando que era membro de algum grupo criminoso, o rapaz foi executado com quatro tiros na cabeça. Os criminosos ainda desferiram mais seis facadas na cabeça do motoboy.

Depois da execução, os bandidos fugiram em um veículo de apoio e deixaram outros dois carros no local. Os veículos abandonados foram um Fiesta e um Onix, ambos de cor vermelha, que seriam uma afronta aos rivais.

Após a fuga dos bandidos, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado. Os socorristas constataram que Yuri não resistiu aos ferimentos, e socorreram Moisés, Renan, Paulo, Cassemiro, David, Francisco e Wendel, que foram levados ao pronto-socorro de Rio Branco, em estado de saúde estável.

O corpo de Yuri recolhido e levado ao Instituto Médico Legal (IML), para a realização de exames.

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), continua investigando o caso.




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img