Rio Branco,

Covid-19: Anvisa explica as falhas encontradas na Sputnik V, que seria adquirida pelo AC

Por CORREIO BRAZILIENSE
Agência Nacional de Vigilância Sanitária apresenta comprovação da presença do adenovírus replicante na vacina

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) rebateu, ontem, acusações dos desenvolvedores da vacina Sputnik V de ter espalhado “informações falsas e imprecisas intencionalmente” sobre o imunizante russo. O órgão enfatizou que a indicação da presença de adenovírus replicante no fármaco constava em documentos entregues pelos próprios fabricantes. Essa foi a principal justificativa usada pela agência para negar o pedido de importação do imunizante, na última segunda-feira. No entanto o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) e o Instituto Gamaleya alegam que não foram encontrados adenovírus competentes para replicação no imunizante, como apontado pelo órgão brasileiro.







ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img