Rio Branco,

BARBÁRIE: Enteado mata madrasta a golpes de facão no pescoço e joga corpo no rio, no interior do Acre

Além de golpear madrasta com facão criminoso persegue testemunha que infartou e morreu.

Por Redação Ecos da Notícia

Mais um crime bárbaro de feminicídio foi registrado na zona rural do estado do Acre, no ramal da Fazenda Rio Novo, localizado na BR 364, próximo a Tucandeira, divida entre os estados do Acre e Rondônia.
De acordo com apuração do site Ecos da Notícia, uma mulher identificada pelo nome de Maristela Brito, de 46 anos foi barbaramente assassinada a golpes de terçado no pescoço e peito e ainda teve o corpo jogado no rio.
O suspeito de cometer a barbárie é um enteado da vitima  identificado apenas pelo nome de Henrique, que além de matar a madrasta de maneira cruel, ainda perseguiu o capataz da fazenda que ao correr tentando se livrar dos golpes de facão sofreu um infarto fulminante.
De acordo com familiares das vitimas no momento do crime, o marido de Maristela, pai do suspeito teria saído para pescar e estavam na casa a mulher e o capataz que tomava banho e ouviu os gritos da mulher.
Ao sair do banheiro para saber o que estava acontecendo só encontrou marcas de sangue que saiam da casa em direção ao quintal da casa e ao seguir o caminho de sangue viu o enteado puxando o corpo da mulher e jogando no rio.
Correndo com medo de criminoso testemunha sofre infarto e morre
O criminoso teria percebido a presença do homem e saiu correndo atrás dele armado com o mesmo terçado que teria matado a madrasta.
Correndo desesperado para salvar a própria vida o homem que administrava a propriedade se embrenhou na mata onde caiu sobre um tronco de arvore sofrendo um infarto fulminante.
O corpo do homem foi encontrado ontem e o da mulher somente nesta terça-feira,27, após intensas buscas de moradores e familiares.
Segundo parentes das vítimas, o caso foi comunicado as autoridades policiais e ao Corpo de Bombeiros Militar, que teria alegado ter que aguardar pelo menos 48 horas para iniciar buscas do corpo da mulher. Com a negativa da Instituição os moradores da região e familiares decidiram realizar as buscas por contra própria tendo êxito em encontrar o corpo e retira-lo das águas.
O suspeito fugiu e teria sido visto no bairro Santa Inês, região do Segundo Distrito de Rio Branco, de acordo com informações de parentes das vitimas que preferem não serem identificados.




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img