Rio Branco,

Artista do Juruá Maqueson Pereira é homenageado com Medalha do Exército Brasileiro

Por JURUÁ ONLINE

O artista acreano Maqueson Pereira da Silva, reconhecido internacionalmente por seu trabalho em marchetaria, foi agraciado no dia 19 de abril, Dia do Exército, em formatura realizada no Comando de Fronteira Juruá / 61o Batalhão de Infantaria de Selva (C Fron Juruá / 61o BIS) com a Medalha Exército Brasileiro.

Maqueson é um filho da floresta, nasceu em 30 de agosto de 1958, no seringal Flora, no município acreano de Porto Walter. Aos 18 anos, com a ajuda de padres alemães, foi como seminarista para Santa Catarina, onde estudou filosofia e teologia. Foi lá que aprendeu a arte da marchetaria.

Após uma década de ensinamentos e aprendizados, o artista retornou ao Acre, abrindo uma oficina-escola em Cruzeiro do Sul, onde passou a ensinar sua arte a outros jovens.

As obras de Maqueson carregam o DNA das mais diversas espécies de árvores e plantas amazônicas. Sua inspiração e criatividade vem da harmonia com a floresta, utilizando-se de forma racional e sustentável seus recursos naturais que, aparentemente sem utilidade, em suas mãos se tornam peças, obras de arte de exclusiva beleza.

O material recolhido é transformado em lâminas, que conservam as cores e desenhos naturais da madeira. Essas folhas laminadas, unidas a outras, compõem paisagens, figuras de animais silvestre e flores, que representam a fauna e a flora da Amazônia. Suas obras são únicas e já ganharam o mundo.

Maqueson Pereira da Silva é um grande admirador e colaborador do Exército Brasileiro e se tornou um amigo do C Fron Juruá / 61o BIS, colaborando em diversas atividades desenvolvidas pelo Batalhão Marechal Thaumaturgo de Azevedo. Por seu constante trabalho em prol preservação da Amazônia e pelo apoio às atividades exercidas pelo Batalhão Marechal Thaumaturgo de Azevedo, Maqueson foi agraciado no último dia 19 de abril com a medalha Exército Brasileiro.

A Medalha Exército Brasileiro tem por finalidade distinguir cidadãos e instituições civis, brasileiros ou estrangeiros, militares estrangeiros, integrantes da Marinha do Brasil, da Força Aérea Brasileira e das Forças Auxiliares, bem como suas organizações militares que tenham praticado ação destacada ou serviço relevante em prol do interesse e do bom nome do Exército Brasileiro.
“Tudo na Amazônia é grandioso”. E proteger a nossa floresta é tarefa para grandes homens e mulheres.




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img