Rio Branco,

Fifa e Conmebol adiam definição sobre Eliminatórias

Por Metrópoles

Ficou para esse sábado (6/3) uma definição a situação das rodadas deste mês das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022. Após uma reunião por videoconferência nesta sexta-feira (5/3) entre o presidente da Fifa, o suíço Gianni Infantino, o presidente da Conmebol, o paraguaio Alejandro Dominguez, e as 10 associações membro da entidade da América do Sul, só ficou acertado o compromisso da Fifa em “seguir buscando soluções” para a questão da liberação de jogadores de clubes europeus diante do agravamento da pandemia do novo coronavírus.

“Foi realizada uma sessão de trabalho da Fifa, Conmebol e associações membro sobre as rodadas de março das Eliminatórias. A Fifa se comprometeu em seguir buscando uma solução para o conflito causado pela resistência dos clubes europeus em ceder seus jogadores sul-americanos às suas respectivas seleções devido à pandemia da Covid-19”, informou a Conmebol em um comunicado oficial.

Com a nova regra de liberação de jogadores feita pela Fifa em fevereiro, os clubes não são obrigados a ceder seus atletas para atuarem em países com quarentenas de mais de cinco dias na volta. Com isso, muitos não poderiam jogar pelas suas nações. Inclusive, a convocação da seleção brasileira, inicialmente programada para esta sexta-feira, não aconteceu.

A quinta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas está marcada para os próximos dias 25 e 26, enquanto que a sexta será no dia 30. O primeiro adversário do Brasil será a Colômbia, fora de casa, na cidade de Barranquilla, e depois fará o clássico diante da Argentina, na Arena Pernambuco, no Recife.




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img