Rio Branco,

Ex-presidente do TJ-AC, desembargador Ciro Facundo morre aos 83 anos

Por G1 AC

Morreu neste domingo (7), em Rio Branco, o desembargador aposentado Ciro Facundo de Almeida, aos 83 anos, após complicações de uma cirurgia no estômago.

O Tribunal de Justiça do Acre comunicou o falecimento e decretou luto oficial de três dias no âmbito do Poder Judiciário.

“Ciro Facundo atuou como um grande líder e merecedor de todos os reconhecimentos. Mesmo aposentado, o desembargador continuava a visitar os amigos nas dependências da sede do TJ-AC com seu jeito humilde, comunicativo, e sempre compartilhando ensinamentos”, diz a nota emitida pelo Tribunal.

O governo do Estado e a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Acre, também lamentaram a morte. “Além da vasta contribuição para o mundo jurídico como advogado e magistrado, Ciro formou vários profissionais do Direito no Acre como professor. O ex-presidente do Tribunal de Justiça do Acre deixa um legado de grande contribuição em defesa dos direitos da sociedade acreana”, destaca a nota da OAB-AC.

Facundo foi empossado ao cargo de desembargador da Corte do TJAC em 1996, e exerceu a presidência no biênio 2003-2005.

O desembargador também exerceu a vice-presidência e a Corregedoria Regional Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral, no biênio 1996-1997. No biênio 1998-2000, atuou como presidente. E assumiu a presidência da Câmara Cível do TJAC, no biênio 1999/2001.

A atuação como diretor da Escola do Poder Judiciário (antiga Escola Superior da Magistratura do Acre) foi exercida pelo desembargador no biênio 2001-2002.




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img