Rio Branco,

Servidores da Educação têm salários cortados e protestam na frente da Prefeitura de Epitaciolândia

Por Redação Ecos da Notícia

Após receberem menos de um salário mínimo no último vencimento, servidores da Educação Municipal de Epitaciolândia realizaram protesto na frente da Prefeitura durante a manhã desta segunda-feira (22).

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento, disse que os funcionários da educação estão revoltados porque receberam entre R$ 400 e R$ 500 de salário no mês de janeiro.

Rosana afirmou ainda que o prefeito Sérgio Lopes ficou de resolver a situação, mas não resolveu, e ainda disse que o prefeito age como delegado, não como um gestor.

Segundo a prefeitura de Epitaciolândia, a confusão se deu porque em 2016 foi dado um aumento ao pessoal de apoio da educação, que foi considerado ilegal pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) por ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Os ex-prefeitos André Hassem e Tião Flores foram multados por conta do caso. Por conta disso, o atual prefeito Sérgio Lopes disse que resolveu ‘cumprir a lei’. Ele afirmou ainda que não existe previsão para a solução do problema causado aos servidores a curto prazo.

Lopes disse também que se houver uma decisão judicial à categoria, a prefeitura irá devolver os 10% ou até mais, porém, destacou que o órgão não pode continuar fazendo pagamentos irregulares, pois seria condenado a devolver o dinheiro.




ÚLTIMAS