Rio Branco,

Adolescente que ficou em estado grave após se afogar em igarapé é transferido de hospital no Acre

Por G1 AC

Após 23 dias internado no Hospital da Criança, o adolescente Willy Bezerra da Silva, de 16 anos, foi transferido para a semi-UTI da Fundação Hospitalar do Acre, em Rio Branco, na última segunda-feira (22). Ele ficou em estado grave após se afogar no Igarapé São Francisco, no último dia 29 de janeiro.

Inicialmente, o rapaz foi atendido no pronto-socorro de Rio Branco, depois ficou 16 dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Criança e no dia 15 de fevereiro foi transferido para um leito de enfermaria da unidade.

O tio do garoto, Robson Nascimento, informou que ele está respirando sem a ajuda de aparelhos e que seu quadro ainda é estável, mas tem boa evolução.

“O cérebro ainda está em processo de desinchaço. Ele continua fazendo fisioterapia e aguardando fonoaudiólogo. Pelo que os médicos disseram talvez amanhã [sábado, 27] ele já saia da semi-UTI e seja levado para a enfermaria. O quadro dele não teve nenhuma piora, a semi-UTI foi mais por causa de uma bactéria para ele ficar isolado. Está com essa bactéria, mas está sendo combatida e eliminada de seu sangue”, disse o tio.

No dia 12 de fevereiro, o adolescente foi submetido a uma traqueostomia. Por conta desse procedimento, Willy ainda não consegue falar. Ele também ainda não consegue movimentar muito bem os membros, mas o tio disse que a evolução do quadro dele é percebida pelos profissionais que o acompanham.

Willy fez aniversário no último dia 6, quando ainda estava na UTI. O tio contou que os amigos e vizinhos do adolescente estão na torcida para ele sair logo do hospital para uma comemoração pelos 16 anos.

Afogamento

O menor estava brincando na ponte do igarapé, no bairro Raimundo Melo, no dia 29 de janeiro, quando caiu e teria ficado mais de quatro minutos submerso na água.

Populares que estavam no local acionaram uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e realizaram os primeiros socorros enquanto a ajuda médica chegava.

Quando a equipe do Samu chegou, os médicos passaram mais de seis minutos tentando reanimar o adolescente. Ele foi levado entubado e em estado grave para o pronto-socorro da capital e no mesmo dia foi transferido para o Hospital da Criança.




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img