Rio Branco,

No AC, vereador e secretários são alvos de operação da PF que apura compra de votos

Por ASCOM PF

A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira (18) a Operação Whistleblower, que investiga associação criminosa que atuou durante o período de campanha eleitoral de 2020 para a prática de crime de corrupção eleitoral, desvio de recursos públicos e ameaça.

Segundo o apurado até o momento, alguns servidores públicos municipais teriam desviado materiais pertencentes à Prefeitura de Feijó para empregá-los na compra de votos de eleitores, em vez de destinar os referidos bens às atividades afetas ao interesse público.

Também nesta segunda foram cumpridos 07 mandados de busca e apreensão em desfavor dos investigados, dentre os quais estão secretários municipais e um vereador.

O termo em inglês “Whistleblower” significa denunciante, que é pessoa que informa às autoridades competentes a ocorrência de atividade ilegal.




ÚLTIMAS