Rio Branco,

Neta é presa suspeita de organizar roubo à casa dos avós no interior de Minas

Por O Tempo

A Polícia Civil (PCMG) prendeu na manhã desta segunda-feira (11) uma mulher de 29 anos e seu namorado, de 35, suspeitos de orquestrar um roubo na casa de dois idosos em Santa Efigênia de Minas, no Vale do Rio Doce, em outubro de 2020. As vítimas são avós da suspeita.

Segundo o órgão, o crime ocorreu no dia 12 daquele mês, quando dois suspeitos, um de 28 e um de 31 anos, roubaram R$ 700 em dinheiro, além de levarem um cartão de banco com senha. Posteriormente, foi sacada a quantia de R$ 2 mil da conta bancária de um dos avós.

No dia 7 de dezembro, eles foram presos em Governador Valadares, na mesma região. Conforme as vítimas, que têm 75 e 90 anos, os criminosos foram bastante violentos, ameançando-os de morte em alguns momentos caso o fato fosse denunciado à polícia; um dos idosos chegou a ficar amarrado durante o crime.

De acordo com o delegado Maurício Lauria, responsável pelas investigações do caso foi constatado que a neta e o companheiro foram os mandantes. “Sempre nos chamou a atenção que os autores presos foram auxiliados por alguém que tinha conhecimento de que as vítimas possuíam dinheiro em casa. A neta, de 29 anos, e seu companheiro, de 35, foram efetivamente os autores intelectuais por planejarem a empreitada criminosa”, afirmou.

A operação foi denominada de “Até tu, Brutus?”. “O nome remete à célebre frase dita pelo imperador romano Júlio César ao ver que um dos seus algozes, no momento da morte dele, era o filho adotivo Marcus Brutus. Assim, o nome da operação remete ao fato de os alvos da ação deflagrada hoje serem a neta da vítima e o companheiro dela, apontados como suspeitos de planejarem o roubo, no município de Santa Efigênia de Minas”, informou a PCMG.




ÚLTIMAS