Rio Branco,

Não deu certo: Homem tenta enviar colchão recheado de celular para filho no presídio de Sena

Por Aldejane Pinto

Uma atuação firme da polícia penal no presídio Evaristo de Moraes, vem resultando em diversas apreensões. Nesta quinta-feira 21, um carregamento de cinco aparelhos celulares, duas baterias extras e chips foram apreendidos dentro de um colchão que seria enviado para um detento que cumpre pena na unidade e não teve o nome revelado por força da Lei de de Abuso de Autoridade, aprovada pelo Congresso.

De acordo com a PP, era dia de receber a reveria dos internos, e o pai do presidiário em questão chegou para entregar um colchão. Ao fazer o procedimento padrão de revista do objeto, o Raio-X foi acionado, e ao verificar o colchão estavam os celulares escondidos.

O homem deverá responder na delegacia local, enquanto o interno que iria receber os celulares será submetido a uma sindicância interna. Os celulares apreendidos, são: dois aparelhos digitais com acesso a Internet e três aparelhos de modelo simples, todos em perfeito estado de funcionamento.

Somente nos últimos meses, vários celulares foram apreendidos na portaria da unidade e na muralha do presídio, em poder de familiares ou comparsas dos presidiários. “Temos a missão institucional de manter a ordem e a disciplina dos presos e estamos cumprindo com nosso trabalho”, disse um polícia penal.




ÚLTIMAS