Rio Branco,

Acreanos recebem 2021 com um 1 minuto de silêncio e soltam balões brancos em homenagem a mortos pela Covid

Diferente

Por G1 Acre

Diferente de anos anteriores, o movimento no bairro da Base, em Rio Branco, foi menor. No local é onde ocorre a tradicional queima de fogos para esperar o novo ano. Mas, este ano, os organizadores e moradores do bairro resolveram fazer diferente: soltar balões brancos em memória às vítimas da Covid-19 este ano.

O grupo primeiro fez uma oração, seguida de um minto de silêncio e em seguida soltou os balões. Muitos ficaram dentro dos carros devido à chuva, mas outros se reuniram nas calçadas.

O servidor público André Darub, de 29 anos, disse que este ano foi diferente de tudo que já presenciou de comemoração no bairro da Base, mas disse que o ato foi importante e relembrou as vítimas da doença.

“Neste ano foi diferente aos anos anteriores que a gente fazia um réveillon com muita diversão, fogos e alegria para a comunidade e gerava renda para todo mundo. Esta data sempre foi especial para nós, mas com a Covid foi tudo diferente e tivemos que optar por alguma coisa diferente e foi decidido essa pequena homenagem às pessoas que morreram. No ano que vem, se tiver todo mundo imunizado, pretendemos fazer uma queima de fogos”, disse.

O Acre chega ao último dia do ano com o registro de mais 265 novos casos de infecção por coronavírus e mais duas mortes pela doença, segundo o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre). Desse modo, o número de casos subiu de 41.355 para 41.620 e o de mortes 795.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI nos hospitais da rede SUS no estado subiu para 69%. Dos 65 disponibilizados, 45 estão ocupados.

A queima de fogos que sempre era acompanhada de apresentações com bandas locais e costuma reunir milhares de pessoas foi cancelada. O organizador do evento, Jamildi Darub, mais conhecido como Ted Fogueteiro, disse que o momento não é de comemoração.

“Não tem clima para queima de fogos, vamos comemorar o que? Não tem o que comemorar, aí surgiu a ideia da homenagem, muitos amigos nossos foram embora e aí surgiu essa causa de soltar balões, fazer orações e um minuto de silêncio. E ver se em 2021 vem a vacina para as pessoas sobreviverem, não tem como, só Deus na nossa causa”, diz.

Para soltar os balões, Ted disse que contou com o apoio de parceiros que fizeram as doações dos balões, também contrataram um baloeiro para encher os balões. Em 2016, a festa da virada na Base já tinha soltado balões. Na época, foram 100 unidades, o pedido era por um 2017 cheio de paz para os acreanos e se despedir de um ano marcado por ataques, onda de homicídios e rebeliões em presídios.

Morte de carnavalesco
Ted lembrou que perdeu grandes amigos durante o ano. A última perda para a comunidade da Base foi a do carnavalesco José Augusto da Silva Morais, conhecido como Tita Morais, de 61 anos, um dos fundadores e presidente de honra do Bloco Sambase, em Rio Branco. Ele morreu no último dia 27 vítima de Covid-19. Ele estava internado no Hospital Santa Juliana há quase 20 dias.

Jorge Moraes, irmão do Tita, esteve na Base para fazer oração. Ele lembrou do seu irmão, mas também das outras pessoas que foram vítimas da doença.

“Vamos fazer essa homenagem a eles, até ano passado a gente tinha o evento com bastante barulho, com bastante fogos, mas este ano o objetivo é diferente; é fazer um movimento simbólico, de muita paz, de balões brancos para que a gente coloque na lembrança as pessoas que se foram, porque os balões vão para o céu, onde as pessoas que nos deixaram estão”, disse.

Moraes disse ainda que espera que o irmão nunca seja esquecido pela comunidade e que as pessoas se conscientizem do risco da doença.

“Espero que esteja no plano espiritual ao lado de Deus e olhando por nós. O corpo físico dele descansou, mas a lembrança dele como pessoa está no coração e não vou esquecer nunca. Espero que as pessoas vejam os números que estão aí, nada de sermos negativistas, as famílias estão aí chorando, é fato, todos estão vendo. Hoje a doença não pega mais somente em quem está brincando, entrou nas casas, nos trabalhos em toda a sociedade. É olhar os números e ver como essa doença está desmantelando famílias”, lamentou.

O bloco emitiu nota e também lamentou a morte do sambista. “As palavras usadas neste momento nunca serão suficientes para para representar o nosso agradecimento e admiração pela pessoa e pelo profissional que representava sua dedicação e amor pelo bloco. Nossos agradecimentos por todos os anos dedicados a Sambase.”

Fotos mostraram a diferença da chegada do ano novo no bairro da Base em Rio Branco — Foto: Alcinete Galdeha e Aline Nascimento/G1
Fotos mostraram a diferença da chegada do ano novo no bairro da Base em Rio Branco — Foto: Alcinete Galdeha e Aline Nascimento/G1

Festas proibidas

Devido à pandemia, a prefeitura também cancelou a queima de fogos na Gameleira, no Segundo Distrito. Além disso, uma resolução assinada pelo Coordenador do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19, secretário de Saúde, Alysson Bestene, o governo do Acre proibiu a realização de festas durante o Natal e o Ano novo.

 




ÚLTIMAS