Rio Branco,

Acre tem aumento de 71,5% nos casos de dengue entre 2020 e 2021

Por Juruá Em Tempo

Em meio a pandemia da Covid-19, na primeira semana deste ano, o Acre registrou 693 notificações de dengue, o que representa uma elevação de 71,5% se comparado com o mesmo período de 2020, quando foram notificados 404 casos.

Os dados são do Núcleo de Doenças de Transmissão Vetorial da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre). A primeira semana do ano analisada pela secretaria é do dia 3 a 9 de janeiro.

Como os municípios ainda estão avaliando as notificações, o número de acreanos que pegaram dengue pode ser ainda maior, é o que observa a chefe do departamento, Márcia Andréa de Abreu.

Conforme os dados, a cidade com maior número de casos este ano é Tarauacá, que na primeira semana de janeiro registrou 269 notificações de dengue. No mesmo período em 2020, foram contabilizadas 52 notificações, o que representa um aumento de 417,3%. No dia 9 de janeiro, a prefeitura de Tarauacá informou que tinha 216 casos confirmados da doença.

Ainda de acordo com os dados, no ranking dos municípios acreanos, Rio Branco aparece em segundo lugar com maior número de notificações de dengue, seguido de Cruzeiro do Sul, em terceiro lugar. A capital registrou 164 notificações da doença este ano e no mesmo período em 2020 eram 43 casos.

Já Cruzeiro do Sul teve 108 notificações em 2021. Em comparação com o ano passado, a cidade teve uma redução de 51,6%, já que na primeira semana de 2020 foram registradas 223 notificações de dengue.

Para também conter a doença, a secretaria de Saúde da cidade montou um plano de contingência. Uma das medidas que devem ser tomadas é a instalação de uma unidade sentinela para atendimento voltado somente aos casos de dengue.




ÚLTIMAS