Rio Branco,

Procon/AC orienta consumidores sobre compras de Natal em meio a pandemia

Por Secom

Com a nova onda da pandemia de Covid-19, as compras de Natal exigem cuidados redobrados dos consumidores para garantir a sua segurança sanitária e também os seus direitos.

Neste sentido, o Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Acre (Procon/AC) compartilha orientações de como os clientes devem proceder nas compras em lojas físicas e online.

Inicialmente, os consumidores devem evitar, ao máximo, andar em locais com muitas pessoas devido o aumento no número de casos de coronavírus. No entanto, se realmente forem necessárias as suas saídas, que sejam feitas com todos os cuidados e pelo menor tempo possível.

“Saber o quê e onde vai comprar reduz a exposição aos riscos da Covid-19. Por isso, a pesquisa de preços dos produtos ou serviços deve ser feita de casa, pelos contatos telefônicos, redes sociais e sites dos fornecedores”, destaca a diretora-presidente do Procon/AC, Alana Albuquerque.

No momento das compras, os consumidores devem estar utilizando máscaras, medida que é obrigatória tanto nas ruas como no interior das lojas. Também há a necessidade de higienizar as mãos com álcool em gel, respeitar as demarcações para a formação de filas.

“Orientamos que os consumidores levem uma lista de presentes e de lojas já definidas, que evitem aglomerações, que dêem preferência para efetuar as compras em horários de pouco movimento e se possível, que vão sozinhos às compras”, relata a gestora.

Para as compras online, os clientes devem adotar alguns procedimentos para evitar o risco de golpes pela internet. O primeiro passo é escolher um fornecedor confiável, se certificar se o site é realmente a plataforma oficial da empresa, observando se há a presença de um ícone no formato de cadeado, que sinaliza a certificação de segurança da página.

“É muito importante observar se há informações claras sobre CNPJ, endereço físico, telefone e canal de reclamação na plataforma escolhida. Outros pontos importantes são duvidar de ofertas com preços abaixo do que é praticado no mercado e não clicar em links enviados aleatoriamente para o WhatsApp, redes sociais ou e-mail, com pedidos de cadastramento para promoções”, orienta o chefe de fiscalização do Procon/AC, Rommel Queiroz.

Nas transações comerciais pela internet, recomenda-se fazer um print-screen da tela do computador ou celular, contendo ofertas, prazos de entregas, possíveis alterações dos preços do momento de inserção dos produtos ao carrinho até os pagamentos, além de registrar todos os números de protocolos.

Qualquer dúvida, reclamação ou denúncia pode ser feita pelos contatos telefônicos do Procon/AC: (68) 3223-7000 ou 151 de segunda a sexta-feira, das 8 às 13 horas, pelo e-mail: procon.acre@ac.gov.br ou acessando o site: www.consumidor.gov.br




ÚLTIMAS