Rio Branco,

Policiais bolivianos são presos por fornecer armas para assaltos no Acre

Prisão

Por O Acre Agora

A prisão de um homem de 23 anos, suspeito de participação em diversos roubos nas cidades da fronteira do Acre com a Bolívia, levou à descoberta do possível envolvimento de policiais bolivianos no esquema criminoso. A informação passada pelas autoridades bolivianas à polícia do Acre é que os acusados foram presos e passarão por processo de expulsão da corporação.

No total, quatro policiais bolivianos estariam envolvidos no esquema. Pelo menos dois deles alugavam armas de fogo para que o bando roubasse motocicletas em Brasileia e Epitaciolândia. Outros dois policiais se encarregavam de repassar informações privilegiadas sobre as operações na Bolívia, a fim de que o grupo não fosse pego.

O suspeito preso pela Polícia Civil negou participação nos assaltos, mas admitiu que era receptador dos veículos roubados. Ele confirmou que os valores eram divididos com os policiais da Bolívia.

Dois dos policiais bolivianos apontados como integrantes do esquema estiveram na delegacia de Epitaciolândia se passando por integrantes do setor de inteligência. Eles buscavam informações sobre o sujeito preso, alegando que ele era investigado na Bolívia. Foi então que o homem os identificou.

Entenda o caso

A Polícia Civil investigava sete roubos nas cidades de Epitaciolândia e Brasileia. Via de regra, as vítimas eram mulheres e estavam sozinhas em suas motocicletas. Os veículos eram levados pelos criminosos para a Bolívia, onde eram vendidos.

Em todos os casos, as vítimas relatavam que tinham sido abordadas por duplas armadas em motocicletas.

A polícia afirma que pelo menos cinco pessoas integram o bando que atua nos roubos na região. Entre eles há menores de idade e uma mulher. Ao chegar na delegacia, o suspeito apresentou documentos falsos da Bolívia e foi reconhecido por uma das vítimas de roubo. E recebeu voz de prisão.




ÚLTIMAS