Rio Branco,

Policia Civil do Acre identifica suspeito de homicídio de “Brunão”

Por Ascom/Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado do Acre, através da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa(DHPP), após um trabalho de investigação conseguiu identificar o principal suspeito da morte do senhor Bruno Cavalcante de Lima, de 27 anos, conhecido como “Brunão”, morto a golpes de faca na madrugada do dia 20 de dezembro na Rua Mário Maia, no bairro Defesa Civil, em Rio Branco

Relatos de moradores demonstraram que Bruno estava em um bar com sua namorada, quando iniciou uma discussão entre ambos, se agravando para agressão física. Apos presenciar a mulher sendo agredida, o investigado em posse de uma faca desferiu vários golpes contra Bruno que não resistiu aos ferimentos e faleceu minutos depois, antes de receber atendimento médico.

Após os trabalhos de investigação preliminar no local do crime e várias diligências, o suspeito foi identificado e orientado a comparecer a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP.

Na manhã de hoje, o investigado compareceu a delegacia sendo interrogado pela autoridade policial, tendo o mesmo confessado o crime. Foram colhidos ainda os depoimentos de algumas testemunhas. Após ser interrogado o investigado foi liberado, pois o mesmo se apresentou espontaneamente ao Delegado de Policia Leonardo Ribeiro e já havia cessado os requisitos necessários para a prisão em flagrante.

Para o delegado Leonardo Ribeiro, recém empossado, o trabalho de investigação foi fundamental para elucidação do caso.

“Logo o após o ocorrido a equipe de investigação já foi acionada e diante de um trabalho célere conseguiu identificar o suspeito. As provas inconteste irão subsidiário inquérito que por sua vez será remetido à justiça”, esclareceu Leonardo Ribeiro.

A Polícia Civil busca identificar se teve a participação de outras pessoas no crime, além disso encontrar outras possíveis testemunhas do crime. Após os trabalhos de Polícia Judiciária na coleta de elementos de informação para o Inquérito Policial, o investigado ficará a disposição da justiça para responder pelo homicídio praticado.

AJUDE A POLÍCIA CIVIL – DENÚNCIAS WHATSAPP (68) 99922-1111 (DHPP/DCORE/DRACO/DENARC) SIGILO ABSOLUTO

 




ÚLTIMAS