Rio Branco,

Padrasto é preso suspeito de estuprar e torturar enteada de 10 anos

Por G1 TO

Suspeito foi levado para a Cadeia Pública de Araguatins — Foto: Reprodução/Google Street View

Um homem de 32 anos foi preso na manhã deste sábado (5) suspeito de estuprar e torturar a enteada, uma menina de apenas 10 anos de idade em Tocantins. O crime bárbaro foi descoberto após a criança procurar a delegacia sozinha e pedir ajuda aos agentes. O delegado que cuida do caso, Eduardo Morais Artiaga, disse que o relato da vítima chocou os funcionários da delegacia.

Ela disse que era abusada há cerca de um ano, desde que a família morava no Mato Grosso. De acordo com o depoimento, no primeiro abuso o padrasto a amarrou enquanto a estuprava. Desde então, a criança era maltratada e torturada. O corpo dela estava cheio de cicatrizes de agressões que teriam sido realizadas com fios elétricos.

Depois que a família se mudou para o Tocantins, os abusos continuaram. O caso mais recente, conforme apurado pelos investigadores, foi em outubro de 2020, na zona rural de Araguatins. A menina passou por exames de corpo de delito, que comprovaram os abusos, e está recebendo acompanhamento psicológico. Não foi informado se a mãe da menina tinha conhecimento sobre os abusos ou com quem a criança está ficando enquanto o caso é investigado.

A Justiça determinou a prisão preventiva do padrasto, sem prazo para terminar. A investigação está com a 1ª Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher e Vulneráveis (1ª DEAM-V) de Araguatins. O homem está preso na carceragem da Cadeia Pública de Araguatins.




ÚLTIMAS