Rio Branco,

Lei que autoriza uso de aplicativos em corridas de mototáxis é sancionada em Rio Branco

Por G1 AC

Uma lei que autoriza o uso de aplicativos em corridas de mototáxis foi sancionada pela prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, nessa quarta-feira-feira (9). A medida permite a implantação desse tipo de serviço para mototaxistas cadastrados junto à prefeitura.

A lei autoriza a substituição do mototaxímetro, equipamento que mede o valor da corrida baseado na quilometragem percorrida, implantado na capital em 2017. Mas, essa mudança fica a critério de cada trabalhador que pode também usar as duas formas para trabalhar. A categoria chegou a protestar para que o aparelho não fosse obrigatório devido o alto custo.

O trabalhador que não quiser aderir ao novo sistema, pode continuar usando o mototaxímetro. É o que explica o presidente do Sindicato dos Mototaxistas (Sindmoto), Pedro Mourão.

“O benefício para o mototáxi é que o cliente também vai poder fazer chamada. É uma ferramenta a mais. Também beneficia a população que pode fazer a chamada por aplicativo. E tem a garantia de segurança, porque a corrida vai ser feita por um profissional credenciado pela prefeitura”, disse.

O aplicativo do sindicato já está sendo desenvolvido, segundo informou Mourão, e deve entrar em funcionamento até o final de dezembro. Além disso, ele acrescentou que as duas rádios que funcionam em Rio Branco também podem desenvolver os aplicativos.

A capital acreana conta com 640 permissionários e pouco mais de 400 que são condutores auxiliares. Ao todo, pelo menos mil mototaxistas trabalham na capital acreana.

“O aplicativo só funciona dentro do serviço. Não é permitido para ação particular, por exemplo, a motocicleta de placa cinza não pode participar. É apenas para o serviço de mototáxi, que é um serviço público”, concluiu Mourão.

 




ÚLTIMAS