Rio Branco,

Hospital referência em atendimentos a casos de Covid-19 no AC não conta com infectologista

Demandas

Por Jornal do Acre 2ª Edição 

No Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into) – unidade referência para o recebimento de casos da Covid 19 – a todo momento pessoas com sintomas de doença chegam em busca de atendimento. Uma média de 220 pessoas procuram a unidade por dia, porém, na unidade não existe infectologista, que é o médico especialista para casos de Covid.

Durante audiência pública feita pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o diretor técnico da Medial Brasil, Hilton Salles, confirmou a falta do profissional na unidade e diz que o Into atende apenas as demandas da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre).

“Caso haja interesse em que haja um infectologista na unidade, a demanda tem que ser via Secretaria de Saúde porque a Medial não detém essa prerrogativa de colocar ou tirar profissionais que não estejam no contrato, na RDC [Regime Diferenciado de Contratações Públicas] dela, a gente usa para melhor atendimento, mas para ter na unidade, isso é uma prerrogativa da Secretaria de Saúde”, explicou.

O presidente do sindicato dos médicos, Guilherme Pulici, diz que a entidade já fez a cobrança para a Sesacre.

“Vamos cobrar sim da Sesacre, que é extremamente importante que tenham alguns infectologistas como referência na unidade. Não precisa ser todos, como nessa pandemia estamos tratando de uma doença nova, todos os profissionais estão engajados nos mecanismos de doença, no tratamento indicado para cada paciente, mas é necessário, principalmente para acompanhar casos mais importantes ou com infecções oportunistas”, destacou.

A Sesacre foi procurada pela equipe da Rede Amazônica para explicar o motivo de não ter um infectologista no Into durante todo este tempo em que o estado vem enfrentando o alto número de casos de Covid-19, mas a secretaria apenas informou que está providenciando a lotação de um infectologista para a comissão de controle de infecção hospitalar da unidade.

Casos no Acre

Segundo o boletim divulgado pela Secretaria estadual de Saúde (Sesacre), os casos saltaram de 38.712 para 38.938 nesta quarta-feira (16), foram 226 casos novos em 24 horas. Mais uma morte foi confirmada, fazendo o número de vítimas fatais chegar a 756 e mais 416 exames estão em análise. No total, 32.779 pessoas receberam alta da doença e 137 permanecem internadas.

A taxa de ocupação nos hospitais da rede SUS no estado é de 61%. Antes eram 90 leitos de UTI existentes, agora são 70, dos quais 43 estão ocupados, segundo o boletim de assistência à saúde. Os leitos de UTI estão concentrados em Rio Branco, com 60 vagas, e Cruzeiro do Sul, com 10.

 




ÚLTIMAS