Rio Branco,

Criança de 4 anos sequestrada em Palhoça seria usada em pornografia infantil, diz polícia

Inquérito concluído

Por Redação Ecos da Notícia, com informações ND+

Em entrevista coletiva, delegados da Polícia Civil, de Santa Catarina revelaram a real motivação para o sequestro de uma criança de 4 anos, ocorrido na semana passada que teve repercussão nacional. Casal de criminosos já está preso e investigação continua.

O delegado Fábio Pereira, da Dpcami (Delegacia de Polícia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso) de Palhoça, na Grande Florianópolis, anunciou a conclusão do inquérito policial que investigava o sequestro de uma menina de apenas 04 anos, e  revelou detalhes da motivação do casal para a prática do crime que teria de para fins de pornografia infantil e abuso sexual.

A conclusão foi feita a partir das provas e elementos colhidos no decorrer das investigações. Foi apurado que o casal produzia imagens pornográficas de crianças e também armazenava esse conteúdo.

O sequestro de Fabíola foi consumado na noite do dia 18 de dezembro e se estendeu até o domingo seguinte, quando um trabalho em conjunto das polícias resultou no resgate da pequena.

O casal, que foi preso em flagrante e havia sido autuado por sequestro qualificado, tendo em vista que a vítima é menor de 18 anos, agora passa a ter o acréscimo da qualificadora do crime de sequestro para fins libidinosos.

Apesar da motivação, a polícia afirmou que não foi apurado nenhum delito de cunho sexual contra a menina Fabíola.

Na noite do rapto, a mãe estava sozinha com a criança em casa. Ela precisou ser encaminhada ao hospital para atendimento médico em razão de uma pancada que recebeu na cabeça.

A polícia apurou que o autor da pancada foi o homem detido no dia do resgate. Ele foi indiciado pelo crime de lesão corporal grave.

Mais detalhes do caso foram divulgados durante entrevista coletiva concedida na manhã desta quarta-feira (30), na sede da Delegacia Geral da Polícia Civil, em Florianópolis.

 




ÚLTIMAS