Rio Branco,

Preso por matar irmão com facada após discussão no Acre tem prisão preventiva decretada

Por G1 AC

Ronicleudo da Silva Neri, de 27 anos, que foi preso em flagrante suspeito de matar o próprio irmão, Ivaneldo da Silva Tavares, de 33 anos, com uma facada no tórax, na última quinta-feira (12), teve a prisão preventiva decretada pela Justiça.

A decisão ocorreu durante audiência de custódia, onde a juíza Andréa da Silva Brito converteu a prisão em flagrante de Neri em preventiva. Ele foi levado para o Complexo Penitenciário de Rio Branco. O G1 não conseguiu contato com a defesa de Neri até a última atualização desta reportagem.

O crime ocorreu na casa da mãe da vítima, no bairro Ayrton Senna, região da Baixada da Sobral, em Rio Branco. Durante o flagrante, o suspeito informou à polícia que a discussão começou porque a mãe estava lavando as roupas dele e o irmão não gostou e disse que ele deveria lavar as próprias roupas, já que a mãe estava doente.

Ainda segundo o processo, a mãe dos envolvidos relatou que estava com os filhos no momento do crime e que percebeu que eles estavam muito exaltados durante a discussão. Quando ela se virou, percebeu que Neri estava com uma faca e disse para ele largar o objeto. Mas, ele já havia desferido o golpe contra o irmão.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda chegou a ir até o local do crime, mas a vítima já estava sem vida.

Os familiares informaram à polícia que o autor do crime estava dentro de um dos quartos. Ao chegar no cômodo, que estava fechado, os policiais pediram que ele saísse e então deram voz de prisão.

Na decisão, a juíza negou a liberdade provisória de Neri, que foi pedida pela defesa dele. “O delito foi praticado em circunstância fática que demonstram que ultrapassou a gravosidade, pois o custodiado tirou a vida do próprio irmão após uma discussão banal. Trata-se, portanto, de crime grave e de alto grau de reprovabilidade”, destacou.




ÚLTIMAS