Rio Branco,

1.803 crimes de peculato e 263 de lavagem na rachadinha de Flávio Bolsonaro e Queiroz

Por O Antagonista

Dois anos após se iniciarem as investigações, o Ministério Público do Rio apresentou denúncia contra Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz e outras 15 pessoas.

Segundo o Estadão, a denúncia descreve 1.803 crimes de peculato e 263 atos de lavagem de dinheiro envolvendo o esquema de “rachadinha” no gabinete de Flávio na Alerj.

Segundo o MP-RJ, a organização criminosa comandada por Flávio Bolsonaro desviou R$ 6,1 milhões dos cofres públicos.

Do valor, R$ 2 milhões foram “comprovadamente repassados” para Queiroz.




ÚLTIMAS