No Acre, 90 pessoas estão na Lei da Ficha Limpa e podem não se candidatar | Ecos da Notícia
Siga-nos

Rio Branco,

No Acre, 90 pessoas estão na Lei da Ficha Limpa e podem não se candidatar

agazeta.net

A Justiça Eleitoral recebeu nesta terça-feira (15) a lista dos gestores públicos que tiveram contas reprovadas no Tribunal de Contas da União (TCU). No Acre foram 156 casos envolvendo 90 ex-gestores, isso porque, em vários deles as pessoas aparecem mais de uma vez na lista.

Em tese, todos estariam impedidos de disputar as eleições de 2020, seguindo as regras da Lei da Ficha Limpa. Dentro dos 90 nomes estão 23 ex-prefeitos, dois ex-reitores da Universidade Federal do Acre, ex-secretários e ex-diretores de órgãos federais.

Os partidos já definiram quem serão seus representantes, agora com a lista do TCU na mão a Justiça Eleitoral vai analisar quem pode ser candidato nesta eleição. Quem se enquadrar como ficha suja vai ter o pedido de registro recusado.

A lista também segue para o Ministério Público do Estado do Acre que pode pedir a impugnação de candidatura cujo nome aparece na lista do TCU. Além disso, o cidadão também pode usar a lista para pedir à Justiça Eleitoral que o candidato não tenha o registro aceito.

O pedido do Ministério Público e do eleitor, bem como a lista, seguem para os nove juízes eleitorais do Acre, que vão analisar cada caso em especifico. Os políticos que tiverem suas candidaturas indeferidas ainda podem recorrer a corte do Tribunal Regional Eleitoral.

Os partidos têm até o dia 26 de setembro para enviar a lista candidatos escolhidos nas convenções. A partir dessa relação a Justiça Eleitoral faz o cruzamento com quem teve a candidatura aprovada, ou foi denunciado.

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.