Bispo evangélico é condenado a 20 anos por estupro de adolescente no DF | Ecos da Notícia
Siga-nos

Rio Branco,

Bispo evangélico é condenado a 20 anos por estupro de adolescente no DF

Preso desde 2019, religioso teve a pena agravada por exercer continuidade do crime contra menor de 18 anos

Metrópoles

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) condenou a 20 anos e 6 meses de prisão o líder religiosoJoão Batista dos Santos por estuprar uma adolescente de apenas 13 anos. A ação foi protocolada pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

De acordo com o órgão de fiscalização, a pena foi agravada pela autoridade que o réu exercia sobre a vítima como bispo da igreja evangélica Ministério Arca Deus Presente, no Gama. A Vara Criminal do Recanto das Emas reconheceu, portanto, a ocorrência continuada do crime, por pelos menos três vezes.

Na ocasião dos fatos, em 2017, o réu era bispo de igreja e teria sido apresentado à vítima, com quem desenvolveu relação de confiança e proximidade. Segundo denúncia do MPDFT, recebida pela Justiça em 3 de março deste ano, mesmo antes dos abusos, o bispo falava que amava e que iria se casar com a vítima. Depois de a adolescente confidenciar ser homossexual, ele propôs passar um óleo para ungir seu corpo, argumentando ser uma forma de cura gay.

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.