Três municípios do Acre estão entre os dez com mais alertas de desmate na Amazônia | Ecos da Notícia
Siga-nos

Rio Branco,

Três municípios do Acre estão entre os dez com mais alertas de desmate na Amazônia

Ac24horas

Em agosto de 2020, o Sistema de Alerta de Desmate (SAD) do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) detectou 287 quilômetros quadrados de desmate e degradação da floresta do Acre, que significa 18% de todo o desmatamento na Amazônia.

Em agosto, três municípios do Acre – Sena Madureira, Feijó e Rio Branco –figuraram entre os mais dez críticos para desmate e degradação nos alertas do SAD na Amazônia.

São 1.499 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal, um aumento de 68% em relação a agosto de 2019, quando o desmatamento somou 893 quilômetros quadrados. O desmatamento detectado em agosto de 2020 ocorreu no Pará (37%), Amazonas (19%), Rondônia (14%), Mato Grosso (9%) Maranhão (2%), Roraima (1%) e o já citado Acre.

As florestas degradadas na Amazônia Legal somaram 659 quilômetros quadrados em agosto de 2020, o que representa uma redução de 29% em relação a agosto de 2019, quando a degradação detectada foi de 922 quilômetros quadrados.

Em agosto de 2020 a degradação foi detectada no Mato Grosso (47%), Pará (46%), Roraima (3%), Amazonas (2%) e Rondônia (2%).

Em agosto de 2020, a maioria (55%) do desmatamento ocorreu em áreas privadas ou sob diversos estágios de posse. O restante do desmatamento foi registrado em Assentamentos (24%), Unidades de Conservação (16%) e Terras Indígenas (5%).

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.