19 outubro 2021 10:02 am
25.3 C
Rio Branco
19 outubro 2021 10:02 am

Palmeiras faz 2 a 1 no Santos e vence primeiro clássico em 2020

UOL
- Publicidade-

Palmeiras, enfim, venceu o seu primeiro clássico em 2020. Com gols de Luiz Adriano e Patrick de Paula, o time de Vanderlei Luxemburgo bateu o Santos por 2 a 1 em partida válida pela quinta rodada do Brasileirão. O gol santista foi marcado por Ramires, contra.

Antes da vitória de hoje (23), o Palmeiras havia disputado cinco clássicos na temporada. Até então o retrospecto era de quatro empates, uma derrota e apenas um gol marcado. Já o Santos segue sem vencer os rivais paulistas. O time de Cuca fez o seu quarto clássico: são três derrotas e um empate.

Com o resultado, o Palmeiras entra no G4, agora com oito pontos e um jogo a menos. O Santos cai uma colocação e agora ocupa a sétima posição, com sete pontos. Os dois times terão agora uma semana de descanso. O Palmeiras enfrenta o Bahia no sábado e, no dia seguinte, o Santos recebe o Flamengo na Vila Belmiro.

Patrick de Paula brilha

Responsável pelo pênalti que deu o título paulista ao Palmeiras, Patrick de Paula garantiu também a primeira vitória palmeirense em clássicos em 2020. Ele marcou um belo gol, o segundo do Palmeiras, mas antes já havia mandado uma cobrança de falta na trave.

Tarde difícil para Alison

O volante santista ficou longe de fazer uma grande atuação na tarde de hoje no Morumbi. Foi dele o toque de mão que resultou no pênalti do primeiro gol alviverde. Apagado durante todo o segundo tempo, ainda foi expulso nos acréscimos após um carrinho em Mayke.

Dores desfalcam times

No primeiro tempo, numa corrida contra Marinho, Marcos Rocha reclamou de dores na coxa e foi substituído para a entrada de Mayke. No segundo tempo, foi a vez do próprio Marinho de deixar o campo, também levando a mão à coxa.

Cronologia do jogo

Luiz Adriano e João Paulo duelaram durante todo o primeiro tempo. Com apenas quatro minutos de jogo, o centroavante mandou no ângulo e obrigou o goleiro santista a fazer boa defesa. Aos 18, Luiz rolou a bola para Bruno Henrique bater colocado, mas João Paulo novamente foi nela. O Palmeiras conseguiu superar o goleiro somente aos 45 minutos, quando Luiz Adriano marcou de pênalti, após o VAR confirmar um toque de mão de Alison.

O Santos foi para o intervalo sem gols, mas não sem dar sustos ao Palmeiras. O time já havia dado trabalho a Weverton: com Marinho no contra ataque, e, após o gol alviverde, com Carlos Sánchez de falta.

Após o intervalo, Cuca realizou duas mudanças, colocando Lucas Braga no lugar de Kaio Jorge e Jobson na vaga de Diego Pituca. Os dois jogadores incendiaram o jogo em suas primeiras participações. Com um minuto do segundo tempo, Lucas Braga sofre falta. Carlos Sánchez foi novamente para a cobrança e a bola encontrou Jobson. A bola ainda bateu em Ramires antes de balançar as redes. Coincidentemente, o volante palmeirense também havia acabado de entrar no jogo, no lugar de Bruno Henrique.

Quem cresceu após o empate foi o garoto Patrick de Paula. O volante mandou a bola na trave numa cobrança de falta aos 8 minutos. Gabriel Menino pegou o rebote, mas estava em posição de impedimento. Depois, aos 27, ele recebeu um belo cruzamento de William e chutou de primeira para colocar o Palmeiras novamente na frente.

Clássico no Morumbi

Até a década de 1990, era bem comum ver os clássicos paulistas sendo disputados no Estádio do Morumbi. Desta vez, o jogo, com mando do Palmeiras, foi transferido para a casa do São Paulo por conta da transmissão em Drive-In da final da Liga dos Campeões no Allianz Parque.

Camisas diferentes

O Palmeiras estreou a sua terceira camisa, lançada oficialmente pela Puma na última quinta-feira (20), no clássico de hoje. Já o Santos estampou uma homenagem a José Bonifácio, conhecido como “Patriarca da Independência”. A pintura do homenageado no lugar que seria do patrocínio principal não foi bem recebida entre os torcedores santistas.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS